origem

quarta-feira, 7 de março de 2012

Regresso aos Quartos

Com o Zenit começou. Esperemos que com o Zenit tenha acabado!

Confesso que estava bastante pessimista para este jogo. Os russos defendem muito bem (quando em forma) e têm um treinador que ainda potencia mais essas qualidades. Posto isto, esperava um jogo muito difícil para nós, em que iríamos ser testados na nossa capacidade de sofrimento e paciência. Vi o jogo num bar perto de onde estou alojado, com um amigo, e no inicio dizia-me ele, que teríamos de ter paciência na abordagem ao jogo. "Não muita paciência" - respondi eu, senão corríamos o sério risco de acordar tarde, talvez já demasiado tarde.
Felizmente, o Benfica fez uma exibição sólida e segura. Desde o inicio do jogo que fomos mandões. Sempre com algumas cautelas defensivas, não fosse algum contra-ataque rápido "matar-nos", mas também sempre de olhos postos na baliza adversária. Foi uma exibição agradável de seguir.
O Zenit nunca criou verdadeiro perigo (nem mesmo depois de estar a perder) sendo o nosso meio campo o maior responsável para isso. Javi Garcia, Witsel, Bruno César e Gaitán (!!) ajudados algumas vezes por Rodrigo, deram conta do recado. Emerson fez seguramente o melhor jogo com a nossa camisola. Luisão esteve sempre imperial. E que dizer de Maxi Pereira? Simplesmente fabulosa a forma como ele joga naquele corredor direito. Um verdadeiro tractor "quitado" para altas rotações.
Os golos apareceram em períodos de descontos de ambas a partes, o que não deixa de ser curiosos e revela alguma falta de traquejo internacional do Zenit. A concentração deles nesses momentos não foi a melhor. Há que dizer no entanto que em ambas as partes, já antes o Benfica poderia (e deveria mesmo) ter marcado, pois tivemos oportunidades suficientes para isso.
O treinador montou bem a equipa desta vez e acertou nas substituições feitas (poderia ter dado para o torto também, mas o Zenit nunca mostrou grande apetência ofensiva) pelo que tem um sinal mais neste jogo. Vamos ver se desceu à Terra... A ver pelas imagens finais, parece-me que o seu ego está nos pincaros, apesar do descalabro de Fevereiro...

Agora é esperar pelo sorteio da próxima semana e começar a preparar a próxima eliminatória. O Milan já lá está (tal como nós) e é espectável que outros nomes grandes se sigam. Jesus pediu por uma equipa inglesa, mas os rivais de Manchester já foram e o Arsenal não conseguiu completar a reviravolta mágica, quando vencia ao intervalo por 3-0... Para mim, queria o Marselha, Lyon ou Basileia (sim eu acho que eliminam o poderoso Bayern...) Qualquer um menos os gigantes Real Madrid e Barcelona... Esses ficam para as meias...

Espero que este jogo tenha servido para afastar alguns fantasmas da época passada, e nos permita regressar às boas exibições e bons resultados internamente.

PS: Com um árbitro de categoria é outra coisa, porque embora tenha errado num ou noutro lance (por exemplo numa grande penalidade por agarrão a Cardozo), via-se que estava honestamente dentro do campo. Nunca enervou os jogadores de qualquer das equipas, nem inclinou o campo. O critério foi em 95% dos casos uniforme o que permitiu aos jogadores saber com o que contavam. E isso beneficiou o jogo.

2 comentários:

  1. Pena é que alguns dos nossos jogadores continuem a tentar cavar algumas faltas que até nós Benfiquistas vemos que não existem, principalmente aqueles toquezinhos que no campeonato Britânico deixam andar. Destaco Witsel, simplesmente FABULOSO...a maneira como controla a bola, o rodopiar sobre uma adversário deixando-o completamente fora do lance, sair de uma situação em que tem 2, 3 adversários a tentar tirar-lhe a bola sempre com a mesma classe e porte fisico, pecando apenas na minha opinião na hora de remate, tinha potencial para rematar mais vezes à entrada da área e não o faz.

    ResponderEliminar
  2. E o Lyon já foi... Venha o Apoel, para eliminarmos as duas equipas que eliminaram o Porto...

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.