origem

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Modalidades gratuitas para os sócios do Benfica

O Benfica vai implementar uma medida que visa a maior afluência aos seus pavilhões, noticiou o jornal ABola.

"O Benfica vai proporcionar entradas gratuitas a todos os sócios nos jogos das modalidades de pavilhão durante o mês de fevereiro, por forma a assinalar o 108.º aniversário do clube que se celebra no dia 28 do próximo mês.

A iniciativa foi esta tarde apresentada por Carlos Lisboa, diretor geral das modalidades do clube da Luz, em conferência de Imprensa que contou com a presença de vários capitães de equipa.

O público em geral terá também bilhetes especiais durante o mês de fevereiro.

«Queremos ver os pavilhões cheios!», desafiou Carlos Lisboa.


Pessoalmente concordo com esta medida, embora não seja um espectador assíduo das modalidades, tento ver alguns jogos ao vivo nos pavilhões. Muitas vezes acabo por não ir por falta de companhia. A mentalidade portuguesa relativamente a modalidades como o basket, o hóquei, o vólei, etc, é completamente diferente da de países como a Grécia, por exemplo. Lá, equipas como o Panathinaikos colocam 15 mil, 20 mil pessoas num jogo de basket (!). Espero que esta iniciativa dê o empurrão que é preciso para as modalidades do Benfica passarem a ser acompanhadas como merecem.

O Benfica tem de ser um clube eclético, e isso também depende dos adeptos!

Tiago S. (Saviolafication)


Entradas e Saídas


O Benfica anunciou Yannick Djaló como reforço de inverno quase ao mesmo tempo que o Braga anunciava Rubén Amorim por ano e meio. Num dos posts anteriores, disse que apenas se justificariam entradas, caso um dos "indisciplinados" fosse transferido. Foi o caso. Rubén, numa das maiores anedotas de que tenho memória, pede desculpas, renova e vai para Braga. Não há qualquer conexão entre estes factos. Pelo menos, não cabem num mesmo dia e para a mesma pessoa.
A saída de Amorim era algo esperada, pois estando o jogador impedido de treinar com a equipa desde o fatidico dia do jogo com o Rio Ave, não se vislumbrava outra opção que não a transferência. Agora, para reforçar o Braga? Que desde há alguns anos a esta parte é tudo menos um clube amigo do Benfica? Não se compreende de todo. Se as relações entre presidentes dos dois clubes são as melhores possíveis, já entre os clubes (institucionalmente) não passam de mediocres. A escalada de violência em Braga, sempre que o Benfica lá vai é assustadora e quem paga são sempre os mesmos, nós os adeptos. A única explicação que eu posso conceber para este negócio (negociata?) é uma tentativa de tirar o Braga da órbita do Porto, tornando-o (novamente) num clube amigo.
A saída de Amorim foi compensada com a entrada de Yannick Djaló, jogador desempregado, sobre quem o Sporting (sempre a mesma fixação com o Glorioso) reclama direitos económicos (25% ou 50%?). À partida, não será um substituto natural de Amorim, pois as caracteristicas de ambos diferem bastante. Yannick, pelo que apresentou em Alvalade, é um jogador de ala esquerda com tendência para vir ao meio rematar, tendo marcado alguns golos assim pelos leões. Parece-me ter pulmão suficiente para as correrias necessárias, mas falta-lhe cultura táctica, vagueando muitas vezes dentro do campo. O que poderá estar então na base desta contratação? 
Em minha opinião, Jesus vai tentar fazer com Yannick o mesmo que fez com Coentrão: criar um jogador explosivo vindo de trás fazendo uso de um dos melhores atributos de Yannick como é a sua velocidade. E se Amorim tivesse ficado no plantel, seria para substituto de Maxi e não para o meio campo. Resta saber se (sendo essa a opção) Yannick se saberá adaptar ao espartilho táctico que Jesus obriga muitos jogadores a meterem (especialmente os defensivos). E se terá pulmão suficiente... (em minha opinião é possível)

Faltando poucas horas para o fecho do mercado, é imperativo que não saia ninguém do plantel (espero que não venha nenhum tubarão com dinheiro para cláusulas pescar por aqui). Digo mesmo mais, seria catastrófico sair alguém nesta altura. O Benfica está bem e já há individuos suficientes a tentarem mandar-nos abaixo. Não queremos que os nossos dirigentes lhes facilitem a tarefa.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

A um dia do fecho do mercado de transferências

Falta sensivelmente dia e meio para o fecho do mercado de transferências de Inverno. Até agora o Benfica não adquiriu ninguém para o plantel principal e muitos vêm isso como uma falha no planeamento do futuro imediato da equipa. Quanto a mim, a equipa já deu mostras de aguentar as adversidades que se lhe atravessaram até agora no caminho. É sempre possível melhorar o que existe, mas, e em minha opinião, apenas consideraria adições/substituições, caso Enzo Pérez e/ou Ruben Amorim fossem cartas fora do baralho.
Pergunto quantos benfiquistas tiveram o privilégio de ver uma equipa encarnada com apenas uma derrota em Janeiro tendo jogado (e não perdido) em casa do campeão nacional (e vencedor da UEFA) e do vice-campeão europeu? É que as lacunas da equipa têm sido supridas pelo colectivo. Quando um jogador falha (e claro que existem jogadores que falham mais que outros) logo um companheiro aparece para corrigir o erro. Somos uma equipa na verdadeira concepção do termo. 11 jogadores em campo a funcionar como uma unidade capaz de esconder as fragilidades e potenciar as virtudes.
O treinador tem acertado na leitura do jogo e nas substituições na esmagadora maioria das vezes, pelo que também aqui não se vislumbra qualquer necessidade de ajuste.

A vir alguém para o plantel principal agora (e tão em cima do fecho da janela de transferências), só pode haver uma exigência: tem de ser melhor que os que cá estão.

Em minha opinião estamos bem servidos até ao final da época!

domingo, 29 de janeiro de 2012

Fosso

O Porto acaba de perder em Barcelos por 3-1. Lá se foi o recorde de invencibilidade que perseguiam e que se vai manter por enquanto em posse do Benfica.

Está criado um fosso de 5 pontos entre nós e eles, coisa nunca vista em finais de Janeiro para os lados da Luz (nos tempos modernos). A importância do próximo jogo (vs Nacional, dia 11 de Fevereiro na Luz) acabou de duplicar, tal a importância da vitória. O jogo será muito difícil como todos até ao fim, mas temos absolutamente de o vencer. É fulcral mesmo.

Mas lá que o caminho para o título se escancarou hoje, lá isso...

Manipulações

Há muito que os adeptos encarnados se queixam de manipulações nas transmissões em directo, resumos e análises aos jogos do Benfica.
Hoje veio a prova que já não há vergonha ou descaramento. No resumo fornecido pela TVI do jogo de ontem, é afirmado com todas as letras que:
"...aos 19 minutos, a bola foi à mão de Emerson na área do Benfica, mas o árbitro Paulo Costa considerou o lance casual..."
Ora, o palhaço do jornalista (vigarista) não só confunde o árbitro Rui Costa, com o seu familiar Paulo Costa (recentemente candidato a presidente da comissão de arbitragem da federação - letra pequena propositadamente) como não sabe o que é uma grande área.
É isto que temos a "informar" o público. Esta gentalha que já nem se preocupa com manter a aparência de isenção. O medo e a azia são já indisfarçáveis, tanto que nesta época a sucessão de mentiras ditas em directo ou diferido roça o ridículo.

Vejam aqui a comparação entre o que vem no resumo e o que foi visto e dito em directo.
Paixão Vermelha - Gostava de ver este monte de merda mostrar a cara
Guachos Vermelhos - TVI Manipula informação contra o Benfica!
(como o youtube não "encontra" o video, deixo o link para o post original dos Guachos e o post que me chamou a atenção para isto)


Muito obrigado aos blogs Paixão Vermelha e  Guachos Vermelhos pelo video e pelos posts.

O Líder foi à Feira

O Benfica venceu o Feirense em jogo da 17ª jornada por 2-1.

  • Sumário do jogo

O Feirense colocou-se em vantagem por Varela aos 49' na sequência de um canto, já depois de ter feito uns ameaços. O Benfica vendo-se a perder, lançou-se num ataque à baliza de Paulo Lopes e conseguiu chegar ao empate, 4 minutos depois, fruto de uma infelicidade de Varela, que cabeceou para a sua própria baliza.
Aos 72', Cardozo fez o seu 13º golo na prova, na marcação de uma grande penalidade a punir falta sobre Rodrigo. Mais 3 pontos, conquistados num jogo extremamente difícil, em que o Feirense jogou muito fechado e correu muito.

  • Descrição

O Benfica, não fez um bom jogo, longe disso. Ainda assim criou ocasiões de golo suficientes para chegar ao intervalo em vantagem, não fosse o desperdício de Rodrigo em 3 ocasiões. O Feirense nunca deixou de procurar o golo e aventurou-se amiúde no ataque, causando enumeros problemas à defesa encarnada, que hoje esteve particularmente descoordenada. O intervalo chegou após uma primeira parte algo apática e sonolenta. Nas poucas vezes que acelerou o jogo, o Benfica criou as suas oportunidades para marcar. Rodrigo desperdiçou todas. Merecia melhor o Hispano-Brasileiro. A segunda parte começou com o Feirense por cima do jogo e não demorou muito até a rede balançar. Varela deu o melhor seguimento a um canto bem marcado. Um minuto antes já havia sido dado o aviso, quando um jogador do Feirense introduziu a bola na baliza de Artur. Após se ver em desvantagem, como que por libertação enérgica da letargia de uma primeira parte jogada a passo, o Benfica começou a empurrar mais o Feirense para o seu último terço defensivo. Paulo Lopes foi mesmo chamado a fazer algumas intervenções de grande qualidade.
O golo do empate apareceu quatro minutos depois do de Varela e novamente com o central feirense em destaque, desta vez ao introduzir a bola na sua própria baliza depois de um desvio de Cardozo. Galvanizados pelo golo e já depois das entradas de Nolito e de Gaitan (o espanhol, justificou mesmo a chamada à titularidade no próximo jogo) os encarnados empurraram definitivamente o Feirense para a sua área e imediações. Numa das muitas jogadas que se foram sucedendo, Rodrigo captou a bola no interior da área e foi derrubado adivinhem por quem? Novamente Varela. Definitivamente foi o jogador em destaque neste jogo. Cardozo, chamado à marcação, rematou forte para o meio da baliza, onde Paulo Lopes já não estava tendo caído muito cedo para o seu lado direito. 
2-1 feito e hora de pausar o jogo. Até ao fim ainda houve oportunidades de parte a parte para marcar, sendo a mais flagrante, novamente desperdiçada por Rodrigo. No final os benfiquistas exultaram com a vitória. Sabemos todos muito bem da sua importância e do fulcral que era não perder pontos hoje.

  • Análise

O Benfica não jogou bem no Marcolino de Castro. Seja por uma razão ou outra, tentámos sempre jogar pelo flancos, quando se via claramente que as faixas do terreno estavam num estado lastimável. Aliás, todo o terreno estava uma bela porcaria, cheio de areia e com relva a soltar-se a cada movimento mais brusco dos jogadores. Definitivamente não é relvado de 1ª Liga. Em minha opinião teria sido mais vantajoso, entrar com Nolito e Bruno César nas faixas (esquerda e direita respectivamente) do que como entrámos. Bruno César à esquerda não disfarça a sua inadaptação à ala. Perdeu muitas bolas a tentar pautar o jogo, mastigando muito o mesmo. No lado direito Witsel não fazia melhor, tendo a certa altura fugido para terrenos mais interiores. Rodrigo, que aí caiu algumas vezes, também foi muito penalizado pelo estado do terreno, pois as suas recepções de bola eram sempre extraviadas para jogadores do Feirense.
Em suma, a equipa tentava jogar de pé para pé para progredir no terreno, mas o terreno impedia muitas vezes a progressão. Com as entradas de Nolito e Gaitan (e o desgaste dos adversários) melhorámos muito, pois o fluxo de jogo, passou a ser mais central (onde o terreno se encontrava melhor) fruto das diagonais de Nolito e Gaitan. Jesus acertou claramente nas substituições (aliás a exemplo do que tem feito ultimamente) e vencemos o jogo por aí.
Queixam-se muitos adversários de um golo anulado ao Feirense. Numa primeira análise fui tentado a concordar, mas vendo na repetição, parece-me claro que o jogador do Feirense comete jogo perigoso passivo (vulgo pé em riste) sobre Luisão. Decisão certa de um fiscal de linha. que errou em mais dois foras de jogo muito mal tirados ao ataque do Feirense. Existe um lance na primeira parte passível de grande penalidade a nosso favor mas dou o benefício da dúvida ao árbitro e ao assistente. A posição não era a mais favorável.
Inadmissível é a decisão de não expulsar Thiago, por falta sem bola sobre Maxi. Devia ter visto o segundo amarelo nesse lance.


Mais um jogo sofrido, mas ganho nesta caminhada rumo ao 33º. Tinha dito que era muito importante colocar pressão sobre o adversário e a nossa parte do trabalho está feita.
Amanhã espero que o Gil ajude (tal como o Javi disse) e que consolidemos o primeiro lugar.

Nota ainda para as bancadas e para os adeptos. É isto um estádio autorizado pela Liga? Foi para isto que os benfiquistas pagaram preços elevadíssimos para entrar no recinto? Em grande o grupo Diabos Vermelhos a fazer o protesto no topo de um edificio com vista para o campo de jogo. Enormes mesmo.
Assistência oficial de 3.622 espectadores, quando surgiram relatos de que a lotação estaria esgotada... Que tristeza.

Viva o Benfica!

sábado, 28 de janeiro de 2012

O Líder vai à Feira

O Benfica joga hoje em Santa Maria da Feira, o 17º jogo na caminhada rumo ao 33º título de campeão nacional. O jogo realiza-se no Marcolino de Castro (que tem o relvado com menores dimensões da Liga), o que poderá ser visto como mais uma dificuldade a ultrapassar. Os bilhetes já estão esgotados e haverá muita gente nas imediações do estádio.

O Feirense é uma equipa aguerrida, mas que no global não parece ter vocação ofensiva como atestam os 11 golos marcados até ao momento. São aliás, o pior ataque da prova. Ocupa nesta altura o 12º lugar, com apenas um ponto de vantagem sobre o 15º (Vitória FC) o que pode gerar alguma ansiedade extra. Números que não são muito famosos, mas que chegados ao jogo de logo, contam Zero, pois a motivação de jogar com (contra?) o Benfica supera quase tudo. Estou à espera de um jogo de luta imensa por parte do Feirense e de jogadores que se vão transcender no dia de hoje.

Já o Benfica, está num momento muito bom da época, em que de forma fácil ou difícil, arranja sempre forma de marcar os golos necessários à vitória. De referir, que o Benfica marcou em todos os jogos oficiais de 2011/2012 e que tem o melhor ataque da prova, com uns apreciáveis 41 golos. Hoje não devemos fugir à regra e o Benfica deverá obter mais golos para o seu pecúlio. A dinâmica da equipa aparenta ser a melhor deste campeonato, estando muitas vezes o foco do jogo, sobre jogadores diferentes que se vão revezando nas despesas do futebol da equipa. Os jogadores (e a equipa técnica) estão bastante concentrados no objectivo principal e em garantir mais 3 pontos. É muito importante, fulcral mesmo, que o Porto entre em Barcelos a 5 pontos da Liderança. Com uma equipa como o Gil Vicente, é possível (diria mesmo provável) que o Porto exponha as suas debilidades e não saia de lá com os 3 pontos.

Na realidade, estou bastante calmo e confiante para este jogo, pois as incidências que se foram passando ao longo da semana, serviram, em minha opinião, para focar os jogadores e o treinador para este jogo (ainda mais) e como consequência, penso que já todos (adeptos incluídos) têm noção das dificuldades. Mas também temos noção das nossas capacidades e por isso, espero um bom jogo da nossa parte.

Sendo o campo, como já foi referido em cima, o mais pequeno da Liga, espero que Bruno César esteja no terreno desde inicio. O mesmo em relação a Nolito e Rodrigo. Jogadores rápidos, que podem (e vão seguramente) desequilibrar o jogo a nosso favor. O treinador também já tem experiência suficiente, para saber como actuar e isso deixa-me tranquilo.

Rumo ao 33º! Força Benfica!

Lista de convocados:
Guarda-redes: Artur Moraes e Eduardo;
Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Garay, Miguel Vítor, Luís Martins e Emerson;
Médios: Matic, Javi García, Bruno César, Nolito, Gaitán, Witsel e Aimar;
Avançados: Cardozo, Saviola, Rodrigo e Nélson Oliveira.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Liga de brincar?

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional, criada para organizar e gerir os campeonatos nacionais profissionais de futebol de onze, está cada vez mais transformada numa liga do faz de conta.


  • Alargamento

O último episódio, aconteceu na semana passada, quando o líder Gilista decidiu afirmar publicamente, que o actual presidente da Liga, garantiu a vários clubes que este ano não descia ninguém à 2ª Liga, fruto do alargamento que quer impor. 
É anedótico pensar que isto não tem quaisquer implicações nos campeonatos em curso. A título de exemplo, à 16ª jornada a diferença entre 5º (Marítimo) e 6º (Vitória SC) é de 9 pontos. A diferença do 6º para o 15º (Vitória FC) é de 6 pontos e para o 16º (P. Ferreira) é de 8 pontos. Como se pode observar, num campeonato destes, que é claramente nivelado por baixo, que espectativas podem os adeptos ter, em relação à maioria dos clubes? 
A resposta é nenhumas, pois embora a "liberdade" de não ter de amealhar pontos para fugir à despromoção esteja presente, a grande maioria das equipas não está formatada para "jogar bonito". Os jogos terão ainda menos interesse visto não estar absolutamente nada em jogo. Abrirá isso sim a porta (ainda mais) a jogos de bastidores na luta pelos lugares cimeiros, com as já famosas malas a circular.


  • Bilhética

A liga também faz de conta que legisla e gere.
São casos e casos, ano após ano, de clubes que inflacionam os preços normalmente praticados nos seus recintos quando recebem o Benfica. A famosa onda encarnada é motivo para inflacionar ainda mais os preços já de si caros. 
É perfeitamente justificado ter um preço mais elevado para um Beira-Mar vs Benfica do que para um Beira-Mar vs Gil Vicente (com todo o respeito para ambas as equipas), pois a qualidade do espectáculo é (em teoria) melhor no jogo envolvendo o Benfica. 
O que não tem justificação (a não ser pela ganância e pelo aproveitamento claro da lealdade benfiquista) é que um jogo Feirense vs Benfica custe o dobro de um jogo Feirense vs Porto. É que a única diferença entre ambos os jogos está na lealdade, fé e mística encarnada que só em sonhos poderia ser igualada por qualquer dos rivais. Características essas que impelem os benfiquistas a encher estádios, mesmo pagando (muito) mais que os outros.
A liga atribui um de três níveis a cada estádio vistoriado conforme apresentado no ponto 1 do artigo 65º do capitulo VI. Uma medida que está no regulamento a usar na época  2011/2012 mas só é suposta entrar em vigor na época 2012/2013. Um verdadeiro hino à desresponsabilização. 
Na alínea d) do ponto 2 do artigo 84º do capitulo IX está definida uma espécie de indexação do preço máximo dos bilhetes que para os clubes da 1ª Liga é de 65€ se o estádio for de nível 1, 45€ se o mesmo for de nível 2 e 30€ se o mesmo for de nível 3. Era interessante ver qual o nível atribuído ao Marcolino de Castro...


  • Fiscalização
A liga, no inicio de cada época desportiva, "fiscaliza" (ou melhor, faz de conta que fiscaliza) os clubes que se propõem competir nas duas ligas profissionais, nomeadamente em termos de recintos desportivos e de condições para aguentar uma equipa profissional durante a época. Na realidade a fiscalização é uma treta, pois são enúmeros os recintos sem condições básicas e também enúmeros os casos de clubes sem dinheiro para pagar salários aos seus profissionais. O último caso conhecido é o do Vitória SC, pela voz do Nuno Assis.
Onde está a fiscalização da Liga? Não era suposto os clubes terem um orçamento aprovado ANTES de se iniciarem as competições? Segundo o disposto no Decreto-Lei n.º 303/99 de 6 de Agosto, era. 
A fiscalização neste (e em tantos outros) caso deixa muito a desejar. O mesmo se passa em relação às prestações tributárias, onde já há casos onde pura e simplesmente se ignoraram estes regulamentos e Decretos-Lei.

Também a questão da publicidade nas camisolas é um dos maiores testemunhos à incapacidade (será mesmo isso?) da Liga em fiscalizar os clubes. No ponto 11 do artigo 45º do capitulo IV do regulamento está explicitamente dito o seguinte: "A publicidade deve enquadrar-se com as cores do equipamento e não pode ter qualquer efeito crítico para os jogadores, árbitros, árbitros assistentes, dirigentes, técnicos e espectadores.". Praticamente todos os clubes têm publicidade nos seus equipamentos que não respeitam este simples artigo. E outros haverá porventura, que também não são respeitados...

Casos de (in)disciplina também é o que não falta no historial da Liga ao longo dos anos. Seja a absurda e díspar punição de jogadores com sumaríssimos, seja a completa desculpabilização de actos violentos nos recintos de futebol (caso do Diabo de Gaia na Luz, casos das bolas de golfe no Dragão e Municipal de Braga, lasers apontados aos jogadores na Luz e em Alvalade, etc), sejam ainda as constantes afirmações públicas de dirigentes dos clubes, a inflamar os ânimos antes de qualquer jogo, tudo isto (e muito mais) passa em claro, dando a sensação de impunidade aos clubes, gerando a inevitável escalada de violência a que temos assistido nos últimos anos.


Em suma, a entidade eleita pelos clubes e com a missão de zelar pelo bom funcionamento das competições, garantir a sobrevivência da indústria e sua expansão, não é mais que uma fachada para dar a cara de vez em quando. Na maior parte dos casos, nem sequer é necessário regulamentar, pois os regulamentos já contemplam as situações vividas ano após ano. É necessário essencialmente, aplicar os regulamentos independentemente das pressões sofridas. 
Em minha opinião, os membros da liga, são autênticos fantoches, apropriados para a Liga de brincar.

Movimento Apoiamos (por) Fora

Após o comunicado dos Diabos Vermelhos, (ler aqui) gerou-se uma discussão na blogosfera encarnada acerca de elevar essa acção a níveis mais altos. Para isso, a inclusão do maior número de pessoas (locais ou não) é indispensável.
A pensar nisso, um grupo de bravos adeptos (sócios) criou um blog em http://apoiamosporfora.blogspot.com/ para aglomerar os mentores da ideia, e providenciar um espaço onde todos se possam entender em relação às medidas de "luta" a implementar.
Embora longe geograficamente, terão todo o meu apoio nesta cruzada, pelo que toda e qualquer acção que venham a decidir tomar será publicitada aqui no blog.

Sob o lema "Eu apoio este Apoio" (li-o no blog benficaatemorrer), vamos todos dar asas a esta iniciativa, de modo a que não caia no esquecimento a que são votadas a grande maioria.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

25 de Janeiro

O dia de hoje é, em minha opinião, uma das datas (transformada em efeméride) mais importantes da história encarnada.

  • 25 de Janeiro de 1942

Nascimento de Eusébio da Silva Ferreira, expoente máximo do Benfica Glorioso e da Selecção Nacional de Futebol. Levou o nome de ambos a alturas estratosféricas, com o seu futebol empolgante e electrizante. Sem nunca o ter visto ao vivo e a cores, "sei" que era algo de sobrenatural a sua presença em campo. Desde o primeiro treino, que os entendidos na matéria viram qualidades no Eusébio que o impulsionaram para a carreira que todos conhecemos. E que qualidades!
Eusébio foi, ao mesmo tempo, génio e humilde, travesso e genuíno, mago da bola a empolgar milhões por esse mundo fora. Um predestinado que teve uma carreira à sua altura e que engrandeceu o futebol mundial. Incontáveis horas de incontáveis pessoas, passadas a desfrutar desse jogo, que fazia os corações bater mais forte.
Eusébio faz, por isso, 70 anos hoje. 70 anos de glória imensa, de benfiquismo puro, de homem tornado mito, enfim... de muito suor e humildade. Humildade essa, bem presente aquando da sua Bola de Ouro, onde disse, aparte outras coisas, que nem sequer era o melhor jogador do Benfica, quanto mais europeu ou mundial. Eram outros tempos.
Muitos parabéns ao Rei!

A respeito da sua entrevista à RTP, e às declarações que proferiu relativamente ao seu último jogo em Portugal, contra o Benfica, tenho a dizer que não gostei! Eusébio é mesmo assim, genuíno. Mas dizer o que disse, passados quase 40 anos do acontecimento, num contexto futebolístico mundial completamente diferente, não me caiu nada bem. Foi, na altura, uma daquelas situações que hoje seria completamente impossível de acontecer. Aparte disso, e mesmo tendo em conta que os tempos eram outros, o que Eusébio fez, foi objectivamente, falsear um encontro. E isso, nem por ser 'O' Eusébio é admissível. Pessoalmente, penso que abriu uma mancha na sua 'história', o que mostra que Eusébio é uma pessoa ´normal´ como todos nós. Com as suas virtudes (muitas) e os seus defeitos. Como benfiquista, perdoo-lhe ser como nós.

ADENDA: O Benfica acabou por nem sequer vencer aquele jogo (terminou empatado 2-2) e venceu o campeonato nacional de 1976/77 com 9 (!) pontos de avanço para o segundo classificado. Eusébio marcou nessa época 3 golos ao serviço do Beira-Mar. Informação recolhida deste excelente artigo do blog Benfiquistas desde pequeninos. Apesar de tudo isto, continuo a não gostar das palavras proferidas, pois era de facto evitável esta situação.



  • 25 de Janeiro de 2004

Óbito de Miklós Fehér em Guimarães, após paragem cardio-respiratória em pleno relvado do Municipal de Guimarães.Faleceu de águia ao peito (quase literalmente). Passados 8 anos, ainda tenho bem presente aquela noite, em que Portugal assistiu incrédulo e impotente ao desenrolar da situação. Ver o sofrimento dos companheiros em campo, segundos depois do Glorioso alcançar o objectivo de marcar colocando-se em vantagem e a segundos de garantir mais 3 pontos, foi penoso. A imagem do seu (último) sorriso, instantes antes de cair inanimado no relvado, é algo que nunca esqueceremos (quem assistiu em directo pelo menos).

O 29 será sempre teu Miki, para usares no 4º anel.



PS: Celebra no dia de hoje 95 anos (nascido a 25 de Janeiro de 1917) o nosso antigo presidente Fernando Martins. Muitos parabéns e que continue "rijo".

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Ser Benfiquista!


Devido ao preço absolutamente pornográfico praticado pelo Feirense em relação aos bilhetes para não sócios, os Diabos Vermelhos, emitiram um comunicado onde explicam que, em forma de protesto, não vão marcar presença nas bancadas do estádio Marcolino de Castro. Após tantas e tantas vezes em que esta situação se passou, finalmente saltou a tampa a quem realmente patrocina os clubes pequenos. Esta acção do grupo de sócios, peca por tardia na minha opinião. Já há vários anos que esta situação se arrasta, sendo os preços praticados bastante diverso para com os ditos "clubes grandes". Em média, os ingressos para os jogos do Benfica fora de casa são 75% superiores aos dos seus adversários. No caso especifico do Feirense, e neste jogo, essa variação atinge quase os 100%. Podem ver este excelente post no blog Paixão Vermelha onde é exemplificado o modus operandi dos clubes ditos pequenos. E notem bem que os jogos dos outros foram no Municipal de Aveiro, que possui condições muito melhores que o de Santa Maria da Feira. É Ultrajante!
Não sei se o estádio vai estar cheio (tendo uma lotação pequena é bem capaz disso), mas deveriam os sócios e adeptos encarnados, adoptar medidas semelhantes sempre que o "roubo" for evidente. Porque se só vai ver o jogo quem quer (e puder), não deixa de ser verdade que a continuar assim, qualquer dia, os jogos do Benfica "custam" mais do dobro dos restantes "naturalmente".
Não somos todos portugueses a viver "em crise"? Bem sei que os adeptos do Benfica são mais leais ao clube, que fazem sacrifícios que os adeptos de outros clubes não terão tanta propensão a fazer. Mas caramba! O que é demais enjoa!
O grupo Diabos Vermelhos portou-se à altura dos pergaminhos do clube. Encarnaram na perfeição, em minha opinião, o que é Ser Benfiquista.  E acho que deveriam ir na mesma para as imediações do referido estádio, entoar os cânticos e vivas que normalmente se ouvem no apoio ao Benfica em terreno alheio.
Um grande bem haja a todo eles sem excepção. Hoje fizeram este sócio encarnado orgulhoso.

Viva o Benfica e os Benfiquistas!

A partir do dia de hoje, este blog passa a ser visto no maior fórum benfiquista da actualidade: SerBenfiquista.com. Era um dos meus objectivos de curto prazo, de modo a dar a conhecer o blog ao maior número possível de benfiquistas. Sendo eu um utilizador habitual do referido fórum, é com orgulho que vejo a associação feita. Obrigado.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O primeiro....

Sendo esta a minha primeira aventura no mundo "blogger", começo antes de mais por me apresentar à blogosfera: o meu nome é David Oliveira (podem associar-me ao "nick" PurityMhz), tenho 28 anos e sou benfiquista.

Correcção: sou benfiquista ferrenho (não confundir com cego).

Correcção: sou sócio benfiquista ferrenho (mais uma vez não confundir com cego).

Dada a minha inexperiência nestas 'lides', ficam já avisados que na eventualidade de ser cometido algum erro na apresentação de qualquer "post" (quer no conteúdo quer na forma), o mesmo não é intencional... Ou melhor dizendo, é cometido com a melhor das intenções.

Feitas as apresentações (pelo menos na parte que me diz respeito), sigo em frente rumo ao assunto que me traz aqui hoje. Não vou falar do jogo de ontem, dado que o mesmo já foi alvo de crítica aqui no "blog", mas antes de uma noticia difundida pela comunicação social geral na passada semana: a venda dos direitos televisivos do SL Benfica por um preço anual a rondar os 20 milhões de euros.

Não sei se a noticia tem fundo de verdade ou será pura especulação, mas que me deixa algo apreensivo, lá isso deixa... A possibilidade existe, com maior ou menor grau de probabilidade, e poderá significar a manutenção do status quo vigente no futebol português.

Renovar com a Olivedesportos sem a 'obrigar' a ressarcir devidamente o Benfica, não só pelo valor inquestionável da marca Benfica em si como também pelo 'roubo' que esta perpetrou contra o clube durante anos a fio, poderá custar caro: não só a Vieira e restantes dirigentes nas eleições de 2012 como também ao próprio clube que poderá ver hipotecada a hipótese de dar o salto para outro patamar, talvez inatingível por qualquer dos seus rivais, ou pelo menos ver esse salto adiado durante alguns (talvez vários?) anos.

Na minha modesta opinião menos de 30 milhões por época não compensam tudo o que se passou e com certeza se iria (irá?) continuar a passar nas transmissões televisivas dos jogos deste campeonato, não só do SL Benfica como também dos seus rivais (assim de memória lembro-me de comentários tendenciosos, repetições que 'misteriosamente' não são mostradas, linhas de fora de jogo tortas, coisa pouca portanto...)

Têm a palavra Luís Filipe Vieira e restantes administradores da SAD nesta questão fulcral onde se joga muito do futuro do Benfica.

Esperemos que a decisão seja a melhor para o Benfica, e não para quem comanda o Benfica.

Saudações Gloriosas

PS: Queria deixar aqui um abraço aos restantes colegas de "blog" e um abraço especial ao Danilo por se ter lembrado de mim para colaborar neste espaço que se quer de benfiquismo. Espero corresponder às espectativas.

PPS: Não sei qual é o critério dos meus companheiros de "blog" nesta matéria mas nos meus "posts" todos os comentários serão aceites, independentemente da cor clubística de quem os fizer, desde que o insulto fácil e a ofensa gratuita não façam parte dos mesmos. Estão avisados!

Benfica 3-1 Gil Vicente

As expectativas que tinha para este jogo eram, suspeito, tão altas como as da esmagadora maioria dos adeptos do Sport Lisboa e Benfica. Esperava um Benfica sufocante, com uma grande dinâmica ofensiva, que ganhasse facilmente. No entanto, não foi isso que aconteceu. o Gil Vicente veio mostrar que não seriam favas contadas e vendeu bem cara a derrota, o que é sempre de saudar.

O Benfica adiantou-se no marcador a meio da primeira parte mas ainda antes do 1-0 já o Gil Vicente tinha disposto de uma boa oportunidade, depois de alguma lentidão do Garay, que talvez tenha feito um dos jogos menos conseguidos com a camisola encarnada desde que chegou à Luz. Como não podia deixar de ser, quem assinou o primeiro golo da partida foi Óscar "Tacuara" Cardozo, que fez o seu 12º golo no campeonato em 15 jogos, registo impressionante, e o seu 18º golo em toda a época, em apenas 24 jogos. Muitos pensaram, eu inclusive, que este golo ia desanimar o Gil Vicente e embalar o Benfica para uma vitória tranquila, mas bem pelo contrário, o Gil Vicente conseguiu empatar ainda antes do intervalo, com um bom golo de Rodrigo Galo, perante alguma passividade da defesa do Benfica. E assim foi o jogo para o intervalo, com o Benfica a necessitar de vencer o jogo para segurar a liderança.

Na segunda parte, o Gil Vicente veio vincadamente para segurar o empate, apesar de ter tido uma situação flagrante ainda com 1-1, que Artur defendeu com enorme classe, passou grande parte do tempo com os 11 elementos atrás da linha da bola. O Benfica tinha muita posse de bola mas não conseguia criar grandes oportunidades. Era preciso um lance de génio ou um golpe de raiva para resolver a situação. Jorge Jesus trocou Javi Garcia por Aimar e Gaitán por Bruno César: revelaram-se golpes certeiros. Aos 73 minutos Rodrigo fez o 2-1 para o Benfica num pontapé de raiva forte que teve a felicidade de bater num jogador antes de entrar na baliza, mas o essencial estava feito. 2 minutos depois apenas Aimar a passe de Nolito, que já tinha assistido Cardozo para o primeiro golo, fez o 3-1. E de mal ao menos, o Benfica conquistou os 3 pontos e segurou a liderança. Mas tendo em conta as últimas exibições do Benfica, esta ficou aquém das expectactivas.

A vitória foi presenciada ao vivo por cerca de 43 mil espectadores, uma boa casa para um jogo a um domingo à noite.

Os 3 pontos estão conquistados, já está aí o jogo em Santa Maria da Feira ao virar da esquina. Não será fácil, mas o Benfica tem de jogar sempre para ganhar e não se pode dar ao luxo de perder qualquer ponto antes do clássico na Luz da 21ª jornada.

Benfica, ainda e sempre em 1º!

Tiago S. (Saviolafication)

Um dilema...

Uma pergunta que faço muitas vezes é: Porque será que fim de semana após fim de semana os pavilhões da Luz estão vazios? Não querem um clube eclético? Não gostam de Futsal, Voleibol, Basquetebol, Andebol ou Hóquei em Patins? Onde anda o clube com mais sócios do Mundo ou o clube dos 6 milhões de adeptos em Portugal?

Isto é algo que merece reflexão. Será que se deve investir em modalidades cujo os seus jogos no pavilhão da Luz tem 300 pessoas a ver? Colocando me no papel de quem investe tinha bastantes dúvidas. Contudo depois é dar uma vista de olhos pela Internet e ver criticas atrás de criticas às modalidades. Eu acho muito bem que se critique mas primeiro de tudo apoia-se no pavilhão o Sport Lisboa e Benfica. Não digo que pessoas de longe de Lisboa (como é meu caso) devam ir sempre aos pavilhões mas será que em Lisboa não existem 1500/2000 benfiquistas capazes de praticamente encher os nossos pavilhões. Bem sei, que a resposta que vem aí é: "o Benfica não é tudo na vida", sim não é. Eu não digo para irem ver um Benfica-Machico em Voleibol mas será exigir muito que num Benfica-Porto em Basquetebol/Andebol o pavilhão esteja cheio? Será pedir muito que uma final de Voleibol esteja cheia? São exemplos e muitos mais podia apresentar.

E não me digam que o Benfica coloca preços exagerados para os jogos. O Benfica tem algo chamado Quota Modalidades em que um sócio do Benfica paga 5 euros por mês e pode ver todos os jogos de qualquer modalidade sem pagar NADA (excepção feita aos jogos de playoff).

Agora penso eu, qual é o motivo para tanta falta de adesão aos pavilhões da Luz durante o ano?

Para mim é tão só isto: Comodismo.

Promovam o Ecletismo do Sport Lisboa e Benfica sempre e não só nas finais.

O Benfica não é só Futebol. 1904.

Contratações de Inverno (III)



As contratações para o blog continuam a ritmo de cruzeiro. (não confundir com o paquete italiano...)

Desta vez, tenho o prazer de comunicar que cheguei a acordo com o Faneca para a sua transferência imediata. É um sócio apaixonado por tudo o que diga Benfica e faz regularmente (ou melhor, quase sempre) muitos quilómetros para ver, seja o Futebol, sejam as Modalidades, seguindo mesmo o clube nas deslocações aos estádios e pavilhões deste país.

Tal como os outros escribas já apresentados, espero dele grande dose de benfiquismo e paixão gloriosa. Sendo um seguidor atento das Modalidades Encarnadas, vou contar com ele para fazer algumas análises das mesmas, com aquele calor benfiquista que eu já lhe conheço e que espero que os leitores também conheçam.

Muito obrigado amigo, por teres aceite o meu convite.
Desejo-te muitas felicidades aqui no blog.

Contratações de Inverno (II)

Após mais alguns contactos, aqui está uma nova contratação para o blog. (que até já se apresentou :D )

De seu nick rkc, este associado do Glorioso é presença assídua na Catedral, sendo uma das milhares de vozes que empurra a nossa equipa para a frente, rumo ao sucesso.

Dele espero uma visão descomplexada e "sem papas na língua" acerca da vida do Maior. Espero igualmente, que o seu contributo seja ao nível do que já lhe conheço e que o seu benfiquismo transpire para a sua escrita, porque se assim for, teremos aqui textos de elevadíssima qualidade.

Muito obrigado amigo, por teres aceite o meu convite.
Desejo-te muitas felicidades aqui no blog.

domingo, 22 de janeiro de 2012

O Benfica... e eu longe.

Hoje, e pela 1ª vez esta época, joga o Benfica e eu longe. Hoje percebo o Danilo e todos aqueles que querem, mas não dá.

Acerca do jogo... faltam 15 vitórias. Hoje, ás 22:30, espero que faltem 13.

E porque hoje joga o Benfica


O Benfica recebe hoje, no Estádio da Luz, a formação do Gil Vicente.
Trata-se de um dos primodivisionários deste ano, que já mostrou futebol para garantir a permanência tranquilamente. São assumidamente uma equipa de futebol vistoso, que não se prende nas amarras do "pontinho". Estou à espera de um jogo aberto e com muitos golos, o que deve proporcionar um bom espectáculo aos enúmeros adeptos, que mais uma vez devem acorrer à Catedral em bom número.

O objectivo é claro: Ganhar! O Benfica deve respeitar o Gil Vicente, respeitar-se a si próprio e acima de tudo respeitar o público presente. Para tal deve encarar o jogo de forma séria e competente. Nada de dar avanços desnecessários. Manter a dinâmica com que se entrou em 2012 é fundamental, até ao clássico. Não podemos vacilar! Seria muito bonito terminar este campeonato 100% vitorioso em casa. Somos claramente a melhor equipa nesta altura e devemos aproveitar ao máximo esse factor.

Vamos entrar em campo já a saber o resultado do nosso grande adversário neste campeonato, pelo que é fundamental manter os niveis de concentração e competitividade qualquer que seja o resultado no norte do país. Se como se espera o Porto vencer, é fundamental não perder pontos (já era de qualquer maneira). No caso do nosso adversário perder pontos hoje, ainda se torna mais vital não deixar escapar a oportunidade de cavar o fosso. É que uma folga, por mais pequena que seja, permite uma melhor gestão dos atletas.

O nosso treinador já está mais que avisado e o discurso pré-jogo, foi aquilo que tinha de ser: curto e anti-euforia. Jorge Jesus deverá apresentar a equipa tipo com uma ou duas alterações.

Eis a lista de 19 convocados:
Guarda-redes: Artur Moraes e Eduardo;
Defesas: Maxi Pereira, Luisão, Garay, Jardel, Luís Martins e Emerson;
Médios: Matic, Javi García, Bruno César, Nolito, Gaitán, Witsel e Aimar;
Avançados: Cardozo, Saviola, Rodrigo e Nélson Oliveira.

Que os 11 "titulares" comecem desde o primeiro minuto a trabalhar em prol do objectivo. E que os 3(?) que entrarem, ajudem na obtenção do mesmo.

PS: Soube que o Laionel não joga hoje. Melhor assim para não vermos um ditado bem português a tomar forma.

Contratações de Inverno

Tenho o prazer de apresentar duas novas contratações para o blog.

São inevitavelmente sócios do glorioso (condição necessária para escreverem aqui no blog) e acho que vão ter grande impacto. Prezo bastante as opiniões destes dois consócios e espero que adicionem o nivel de qualidade que sei que podem dar.


  • Tiago S. - Apesar da tenra idade, já demonstrou que o Benfica é o clube certo para si. Mostra iniciativa e perseverança no apoio ao Maior. Espero dele grandes posts a transbordar de benfiquismo.
  • Purity-Mhz - Companheiro de bancada em tantos e tantos jogos na Luz (e fora). Tem um certo à vontade com as palavras e com as ideias. Espero dele uma enorme dedicação ao Maior.

Um grande abraço aos dois e gloriosos posts.

PS: Já andava em conversações com ambos há alguns dias. Os números das transferências não foram divulgados... As más linguas afirmam que um pires de tremoços conquistou o Tiago e que o Purity fez finca pé por causa de uma má pose fotográfica.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Apresentação

Caros leitores,

Como não podia deixar de ser, o primeiro artigo do blog tem de ser referente à apresentação do mesmo.

A ideia para este blog, surgiu-me da necessidade de transformar em escrita os pensamentos e opiniões que tenho em relação ao Glorioso. É também uma forma de criar um registo "virtual" acessível em qualquer parte do mundo e que se mantenha para consulta futura.
E porque não sou (nem pretendo ser) o dono da verdade, espero que o debate de ideias seja feito dia a dia aqui no blog, sempre com a elevação própria de quem se diz benfiquista.

O blog "Sócio Encarnado" vai reger-se pela honestidade, pelo rigor, pela paixão e pelo benfiquismo.
  • Honestidade - Todos os artigos publicados serão honestos. Os erros serão assumidos sem falsos pudores ou orgulhos bacocos.
  • Rigor - Qualquer informação pertinente será fundamentada. Rumores serão comentados, mas não lançados. 
  • Paixão - A paixão pelo Benfica é a razão principal para o blog e como tal vai ser parte integrante do mesmo.
  • Benfiquismo - Inquestionável e Imenso. Sempre com o melhor para o Benfica no coração.
O blog irá ter secções adicionais, onde serão partilhados temas que não se enquadram no simples artigo de ocasião. A ideia geral, será ter informações (do estilo de gráficos e tabelas) facilmente acessíveis no blog.
Espero que a concretização desta ideia seja útil aos que procuram informação.

Finalmente apresento-me:
Chamo-me Danilo Oliveira e sou sócio nº 40181/1 do Sport Lisboa e Benfica.

Um bem haja a todos.