origem

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Parabéns Sport Lisboa e Benfica

Hoje o nosso grande amor faz 110 anos.
São muitos anos de emoções para todos os que vivem diariamente este clube, e para muitos que não podem viver sem ele. São muitas glórias, muitos troféus, muita mística ao longo destes anos.

Este aniversário é especial, porque acabámos de perder duas das nossas maiores glórias e embaixadores de benfiquismo e mística. Eusébio e Coluna, eram sempre das personalidades que mais queríamos ver e ouvir na Gala de Aniversário do clube e este ano será o primeiro em que não o poderemos fazer (até porque não haverá Gala este ano).

Para o futuro do Benfica fica o desejo:
Que venham mais 110 anos de glórias e sucessos.

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Liga Europa: Prioridade ou não?

Sinceramente acho que não. 

Servirá para ir até onde podermos, mas sempre com a primazia dada às competições internas. Atingir os quartos de final já será positivo, para um clube que não ganha consistentemente internamente e que vai ver os seus rivais a jogar apenas ao fim de semana (o Sporting já o faz) muito brevemente. 
A vantagem conseguida neste momento (5 e 7 pontos para Sporting e Porto respectivamente) não deverá ser menosprezada, no sentido de poder ser gerida com vista à conquista do troféu europeu, mas deveremos todos relembrar-nos do que aconteceu em 2011/2012 e 2012/2013, quando perdemos vantagens importantes em condições semelhantes. 

Para que não me acusem de ser pouco ambicioso, não estou a dizer que deveremos fazer de propósito para ser eliminados. Trata-se isso sim, de gerir a condição física e mental dos jogadores, para que apareçam sempre a 100% nos jogos do campeonato e da Taça de Portugal., mesmo que para isso se tenha de protegê-los nos jogos europeus. O caso de Enzo Perez, que não foi convocado para o jogo de hoje com o PAOK, é sintomático e é mesmo de exemplos destes que eu estou a falar. Seja nos 1/16 de final ou nas meias finais. da prova.

O calendário do Benfica até ao final da época é extremamente preenchido e embora tenhamos uma almofada para qualquer deslize interno, é bom que ninguém se esqueça onde vamos jogar na última jornada e o que têm sido as nossas últimas visitas a esse campo.
5 e 7 pontos parecem bastante, mas basta uma derrota num jogo pós europeu para que tenhamos o fogo a chegar-nos à porta.

Para mais logo é fazer exactamente o mesmo que foi feito há uma semana. Colocar jogadores menos utilizados em conjunto com outros mais utilizados, protegendo os que se encontrem a precisar de descanso (físico e mental)


Se não chegar para ganhar a Liga Europa, eu, por mim, não me atirarei à equipa.

A homenagem merecida

Mário Coluna morreu. Um dos melhores (senão mesmo o melhor) capitães que o Benfica teve ao seu serviço~representou tudo aquilo que é o Benfica.
Depois do Rei, é mais uma perda absolutamente irreparável para o clube.

A homenagem que melhor o homenagearia será sem sombra de dúvida a conquista de uma dobradinha. Espero sinceramente que o Benfica não sucumba aos traumas do passado recente e que conquistemos esses troféus.

Até sempre Monstro Sagrado!


terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Mais uma etapa ultrapassada (1)!

Ponto prévio: NADA de EUFORIAS!

Ontem, o Sport Lisboa Benfica fez o suficiente para ganhar o jogo ao Vitória Sport Clube (Vit. Guimarães). Podíamos e devíamos ter ganho por mais golos, mas garantimos os 3 pontos com um excelente golo do Markovic! Chega! Mas, não foi o melhor jogo da época, nem pouco mais ou menos. Vi 25 minutos de excelente qualidade, onde a pressão, a velocidade imperou no relvado (muito escorregadio e traiçoeiro) do Estádio da Luz. Gostei das movimentações do Markovic, Rodrigo e Lima (estes 2 últimos muito perdulários em frente à baliza)! Chiça! No Benfica, em 3-4 oportunidades, temos de fazer no mínimo 2 golos (mas isto é a minha opinião). Depois houve o choque entre Enzo e Jardel. Acho que afectou o jogo dos 2... Um pela negativa, Enzo! Acho fez um jogo fraco, tendo em conta aquilo que nos habituou! Melhores dias virão! O outro pela positiva, Jardel! Que grande jogo fez o brasileiro, que sabe muito bem a situação que ocupa neste plantel e não tem problemas.
Na 2ª parte, continuação do jogo pragmático, mas sempre com aquela sensação que as coisas não estavam 100% controladas e aqui regresso à primeira frase desta crónica. Este é o 5º jogo contra equipas do Minho! Cinco jogos sofridos em que registámos 4 vitórias e 1 empate! É caso para dizer que os ares do Minho não são bons... e ainda temos a deslocação a Braga! Atenção!


Temos 5 pontos de avanço para o Sporting (2º classificado)! É para manter e  se possível alargar!  


Nota: Acho que esta homenagem é necessária. 
"MELHOR EM CAMPO....

Jardel. Ontem à noite, no estádio da Luz, se houve jogador que tenha actuado à Benfica, esse jogador foi Jardel. Muitas vezes criticado pelos adeptos, assobiado nas bancadas e ridicularizado nas redes sociais, onde se encontram os maiores especialistas em jogo falado, Jardel ofereceu a todos uma demonstração final de talento, categoria, bravura e coragem. Muitos dos que o criticam jamais fariam pelo Benfica metade do que ele fez ontem à noite. Muitos dos que o ridicularizaram, durante estes anos, têm na escrita metade do valor que ele tem como jogador. No Benfica é uma espécie de falso titular, porque apenas não joga porque tem à sua frente um Luisão imperial, melhor do que nunca e um Garay que é o melhor defesa central da Liga portuguesa. De resto, Jardel é um jogador à Benfica. Nunca se lhe ouviu um lamúrio, nunca se lhe percebeu uma má vontade. É o típico jogador anti-star-sistem e é isso que faz dele um jogador menos apreciado nas bancadas, que gosta da exuberância. Talvez precisasse de dar um safanão em directo ao treinador para se tornar um ídolo das multidões, mas isso nunca veremos Jardel fazer, porque não é o típico jogador egoísta que coloca os seus interesses à frente dos interesses da equipa. Ontem viu-se. Grande Jardel, grande jogador, grande defesa. Um verdadeiro jogador à Benfica que, curiosamente, é pouco apreciado...pelos benfiquistas. É pena e é terrivelmente injusto. Tenho dito."
 By José Marinho in facebook!


segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

O que mais queremos?

Depois de vencermos o Sporting há duas jornadas atrás, colocando-os a 5 pontos de nós, ontem tivemos um milagre no estádio do Dragão. Acho que já não restarão duvidas a ninguém que o Benfica tem uma dose de favoritismo enorme para vencer este titulo. Seria imoral para os Benfiquistas o Benfica não ganhar este titulo.
E se não tivesse ainda bem fresco na memória o que se passou nas últimas duas épocas, avançaria mesmo que o Benfica podia já encomendar as faixas, tal a diferença para os rivais.
No entanto temos de ter muito presente os vários acontecimentos dessas épocas e da forma inglória como perdemos os dois últimos campeonatos nacionais. Porque ignorar esses acontecimentos é meio caminho andado para os repetir. Espero sinceramente que não tenhamos um terceiro acto nesta matéria.

Só que, apesar de tudo isto, apesar dos receios e dos traumas, apesar das desilusões e do pragmatismo, o que é facto é que o nosso principal rival dos últimos anos tem estado nas ruas da amargura. São já várias as situações que denotam a selva em que está embrenhado aquele clube, com o seu líder a dar mostras de fragilidade (própria da idade). É o pior Porto desde 2005, e se nesse ano ganhámos porque fomos o menos maus dos três, este ano ganharemos (se ganharmos) porque somos o melhor.
Quanto ao rival da 2ª Circular, está em fase de crescimento, com uma equipa muito jovem e de tostões, que em condições normais não lutará pelo titulo até final. Mas vaticino já que na próxima época, com uns retoques e os jogadores um ano mais experientes, serão um sério candidato.

Por isso só me resta perguntar, o que mais queremos? Temos ventos muito favoráveis para conquistar este ano uma histórica tripla interna. Será que o vamos conseguir? O jogo de mais logo será um exame importante nesta matéria. Vencer é mais que essencial, é obrigatório.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Acabar com a brincadeira

O Benfica publicou ao final da tarde de ontem o comunicado que podem ler aqui. É um murro na mesa, depois do que se passou no jogo de Hóquei em Patins em Valongo. 

Pessoalmente, acho muito bem que se tenha esperado algum tempo antes de fazer um publicação desta natureza. Porque mostra-nos que a mesma foi pensada e deliberada e não criada a quente. Demonstra também que não é o resultado final deste jogo que está em causa, mas sim os acontecimentos do mesmo, que não sendo novos nos últimos anos, atingiram naquele jogo em particular novos índices de indecência.

Quanto ao conteúdo não poderia estar mais de acordo. O que se passa em Portugal é pornográfico e já era tempo de isso acabar. Aliás, esta tomada de posição já deveria ter sido adoptada há muito mais tempo. Vou seguir com atenção os desenvolvimentos, esperando que o comunicado ontem emitido, não seja um grito único no deserto e que existam consequências visíveis disto. A ver vamos!

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O clube com mais sócios?

Este artigo não visa aferir quantos sócios tem efectivamente o nosso clube, pois essa discussão nunca acabará até que os verdadeiros valores sejam disponibilizados pelo clube. Visa isso sim, demonstrar a cultura do engano a que são sujeitos os sócios e adeptos do clube.

Aqui e aqui podem ver o destaque dado à ultima revista da FIFA, que coloca o Benfica como maior clube em termos de sócios.O clube, por seu turno, afirma que é o clube com mais sócios pagantes, com cerca de 235.000 sócios pagantes (ou activos) actualmente. Este valor parece-me completamente desajustado daquilo que foi apresentado no R&C relativo a 2012/2013. Bem sei que já passaram mais de seis meses, mas os leitores verão que os números são demasiado dispares para que exista qualquer semelhança com o que acontece na realidade.

Ora vejamos. 
Começando pelas receitas de quotização, é referido que se receberam durante este exercício (2012/2013), cerca de 13,587M€ de receita das quotas. Aqui engloba-se tudo. Desde a quota modalidades, até aos valores recebidos em adiantado (de sócios que pagam as quotas de um ano no inicio de cada ano). Destes 13,587M€, 7,162M€ são imediatamente transferidos para a SAD, o que nos indica que os valores de 2012-2013, para as quotas totais andará em torno dos 9,550M€. Isto sem contar com adiantamentos ou com a quota das modalidades. 
Portanto, 9,550M€ é o valor total de receita com os sócios pagantes. Vamos então comparar este valor com os números apresentados, que segundo o mesmo R&C são de 230.195 sócios activos (incluem-se aqui todas as categorias de sócio, mesmo as não pagantes).
__________________________________________________________________________________

Para que os leitores tenham uma noção mais aproximada do peso de cada categoria, os sócios pagantes dividem-se em 4 categorias:
  1. Sócios efectivos (156€/ano)
  2. Sócios correspondentes (100€/ano)
  3. Sócios menores (78€/ano)
  4. Sócios infantis  (39€/ano)
Dividindo o valor total da receita de quotização por cada categoria de sócio:
  1. 61.218 sócios efectivos
  2. 95.500 sócios correspondentes
  3. 122.436 sócios menores
  4. 244.872 sócios infantis
Como podem ver para uma receita de quotização de 9.550M€ seria necessário possuir uma esmagadora maioria de sócios infantis para que os valores batessem certo.

Como é natural de se compreender, existem diferentes percentagens das várias categorias de sócio presentes no valor apurado para o total da receita de quotização. Pelo que parece-me também óbvio que o valor apurado para o número de sócios pagantes não estará correcto. 
__________________________________________________________________________________

A titulo de exemplo deixo aqui duas situações, para se perceber melhor a questão levantada por estes números.

Numa primeira situação, consideram-se as seguintes percentagens de sócios pagantes na medida em que contribuem para o bolo total:
Sócios efectivos contribuem com 40% da receita total - 24.487
Sócios correspondentes contribuem com 40% da receita total - 38.200
Sócios menores contribuem com 15% da receita total - 18.365
Sócios infantis contribuem com 5% da receita total - 12.243

Total de sócios pagantes: 93.295

Numa segundasituação, consideram-se as seguintes percentagens de sócios pagantes na medida em que contribuem para o bolo total:
Sócios efectivos contribuem com 30% da receita total - 18.365
Sócios correspondentes contribuem com 50% da receita total - 47.750
Sócios menores contribuem com 10% da receita total - 12.089
Sócios infantis contribuem com 10% da receita total - 24.487

Total de sócios pagantes: 102.691
 __________________________________________________________________________________

Quem acha que o somatório dos Sócios Honorários, Sócios Vitalícios e Sócios Infantis com encarregado de educação também ele Sócio, andará na casa da centena de milhar, parece-me algo iludido com toda a propaganda lançada em torno deste tema.

O Herculano volta a estar em grande na defesa do seu clube

Nem tenho palavras para isto...


Até quando manteremos o apoio a gentalha desta?

Paciência, pragmatismo e GOLO!

Mais um jogo, mais uma vitória! 

E muito pragmatismo, rumo ao objectivo!


Foi deste modo que vi, das bancadas do estádio da Mata Real, a vitória do nosso clube, frente ao clube local. Uma vitória sem qualquer contestação da melhor equipa em campo, que controlou o jogo durante os 90 minutos. 
O filme do jogo é fácil de fazer! O Benfica entrou confiante e seguro daquilo que queria e vinha fazer a Paços de Ferreira. 
Numa primeira parte em que o Paços de Ferreira teve mais bola do que aquela que pensei que iria ter, o Benfica controlou as operações não dando chances a um Paços de Ferreira, que está melhor que aquele que vimos na Luz. Todavia essa posse de bola não teve qualquer consequência. A primeira parte fica, ainda, marcada pelos 3 cartões amarelos que os nossos defesas viram (Siqueira, Maxi e Garay). Pensei que não iríamos acabar o jogo com 11.
Na segunda parte o pragmatismo e a paciência imperaram e foi uma questão de tempo até os golos aparecerem! Simples, tranquilo e mais 3 pontos! 
Não há muito mais a dizer!

Nota: 
Nos últimos 5 jogos para o campeonato, o Benfica marcou 9 golos e apenas sofreu 1...
Nos últimos 2 meses, o Benfica fez 12 jogos, obtendo 11 vitórias e 1 empate! Marcámos 24 golos e sofremos 3! 

Saudações Gloriosas

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Jornal "O Benfica" rumo ao futuro


O nosso jornal iniciou, na passada sexta-feira, uma "nova vida". A partir de agora, os benfiquistas têm à sua disposição, uma versão digital do jornal, através da AppStore.
É uma excelente ideia, que eu aplaudo desejando que tenha o maior dos sucessos. A possibilidade de se ter o jornal disponível em qualquer lado e qualquer altura é um passo importante na evolução do mesmo e na actualização de acordo com as novas tecnologias. 

Pessoalmente, já tenho uma assinatura de versão em papel do jornal, mas vou com certeza equacionar adquirir uma subscrição da versão digital. Não só é mais cómodo para mim (sempre entre Portugal e o estrangeiro), como permite que não se gaste tinta e papel com a minha assinatura, o que não deixa de ser bom para o meio ambiente.

Na primeira edição digital (do passado dia 7), que está disponível gratuitamente pode-se ler no editorial, que esta inovação, apenas não avançou mais cedo, porque o Benfica queria garantir que a mesma seria sem falhas. Fala-se até de adicionar conteúdo audiovisual (entre outros) à versão digital, proporcionando ainda mais informação aos benfiquistas. Ver os vídeos dos golos, pontos, corridas, e eu sei lá mais o quê... será bastante gratificante para os benfiquistas.

Mais uma excelente ideia que chega agora até nós!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Quando o bom exemplo vem do rival do outro lado da estrada

O Sporting sob o comando de Bruno de Carvalho tem-me impressionado positivamente. Desde o inicio que sinto que ele veio mudar o futebol do Sporting e de Portugal para melhor. Com erros e falhas, como todos, mas com respeito e honra na hora de assumir o que se faz de mal e apontar o que se deve fazer de bem.

Vem esta introdução a respeito da recente alteração da crónica do jogo no site oficial do clube. Podem ler a justificação aqui. A crónica original era a todos os níveis uma risota completa, tentando fazer passar a mensagem que o jogo não tinha sido tão desnivelado como o foi efectivamente, com os jogadores leoninos a fazerem tudo ao seu alcance para ganhar o jogo e que só com um azar tremendo tal não foi possível. Quem a escreveu deu um valente tiro no pé e embaraçou não só a cúpula dirigente do Sporting, como os próprios sportinguistas, que de certeza viram o que realmente se passou em campo. Mas a atitude de mudar a crónica é de realçar, num mundo cada vez mais cínico e desprovido de honra e valores morais. 

A juntar a esta atitude, ficou-me também na retina, a de não partir para vitórias na secretaria, embora pudessem existir razões que dessem razão aos leões. Tenho a certeza que com qualquer uma das direcções anteriores tal não se tinha passado e o Sporting tinha pura e simplesmente tentado ganhar na secretaria. Felizmente para o futebol (e o desporto) houve mesmo Derby Eterno e o mesmo foi a todos os títulos notável no fair-play e rectidão. Para passar a ser a regra e não a excepção.

Queria aqui também deixar uma nota de agrado para com o nosso presidente, pela forma como "soube gerir" todo este imbróglio de forma a que esta situação não causasse danos ao maior numero de pessoas possível. As suas palavras no final do jogo, são motivo de orgulho, pois não se eximiu de "culpas" agradecendo a todos os intervenientes pela forma como a situação acabou por se desenrolar.

Este Derby Eterno mostrou para lá de qualquer dúvida que é possível agir de forma moralmente correcta, mesmo que existam incidências que possam levar a atritos. E no final as palavras elogiosas de todos os envolvidos deixa-me acreditar que a mudança no futebol português está à porta.

Sagres e Peanuts

Finalmente é revelada a sentença a Jorge Jesus no âmbito do processo aberto aos incidentes de Guimarães. O treinador do SLB foi condenado a pagar 25000€, valor esse que será revertido para duas instituições de solidariedade (12500€ a cada uma delas). Além disso, Jorge Jesus, terá de entregar de satisfação pecuniária ao lesado (agente da PSP) o valor de 500€, mais despesas correntes do processo ao Estado, cerca de 150€!


Em termos judicias e processais é fácil de perceber que se fosse outra pessoa, a sentença seria outra! Não vamos branquear os factos! Se fosse eu, ou outra pessoa anónima qualquer, a sentença seria diferença!
Em termos desportivos, Jorge Jesus foi suspenso por um mês! Nesse mês de ausência do treinador do banco, o Benfica venceu 3 dos 4 jogos realizados sem o timoneiro (sim, não ganhámos ao Arouca na Luz). Como quero sempre ganhar, no global, não foi perfeito! Todavia podia ter sido pior. Tivemos 2 deslocações que, apesar de não serem de extrema dificuldade, podiam ter sido complicadas (Vila do Conde e Olhão). Ironias ou não, perdemos pontos no jogo teoricamente mais fácil (alvo de outra análise, futuramente). Jesus cumpriu a pena e voltou ao banco!


Agora eu pergunto, porque Jorge Jesus perdeu a cabeça?! Porque razão fez aquilo, num jogo em que o Benfica ganhou por 0-1 (golo de Cardozo)?! Já muito se falou, mas de facto, o assumir de culpa de Jorge Jesus, confirmou o que sempre achei. Jorge Jesus estava sozinho e precisou de arranjar aliados, ou não ter tantos "opositores"! E escolheu aqueles que nunca falham, os sócios e adeptos! Aqueles que fazem 1400 km em 2 dias para ver 2 aquecimentos e 1 jogo de futebol. Jesus dispôs-se a pagar isso para apaziguar as críticas e a nuvem que pairava (ainda paira?!?!?!) na Luz após o mês de Maio de 2013!
Por isso, diga-se, pagar 25mil euros para manter o lugar que garante 4M€/ano são peanuts! Apaziguar a contestação foi a grande vitória de Jesus este ano para já! Espero que tenha outras, mas dentro de campo!

A partir destes incidentes o Benfica começou a retoma às vitórias. Aos poucos é certo! Empatou com o Belenenses na Luz (outra vez no jogo teoricamente mais fácil), teve a pior exibição da época em Paris, empatou (casa) e perdeu (fora) com o Olympiakos onde realizou a melhor exibição da época! Todavia, acho que a equipa começou a soltar-se e Jesus também!
Hoje estamos em 1º lugar do campeonato, fora da Champions é certo, mas na Liga Europa, nas meias finais da Taça de Portugal e da Taça da Liga!
Nada está ganho e não podemos embandeirar em arco! Nada de euforias! Temos de pensar jogo a jogo e o próximo é o mais difícil de todos!

Força Benfica!

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Obrigado, BENFICA!

Boa tarde,

Caros leitores, foi com imenso prazer que aceitei o convite do "manager" do Sócio!
É caso para dizer, "Assinei em 5 minutos". 
O facto do "manager" ser um grande amigo e acima de tudo um grande Benfiquista, foi fácil a escolha!

Quero iniciar a minha participação (sim aqui, é como nos tempos do Koeman e do Fernando Santos, onde o recém-contratado chega e joga a titular) por dizer OBRIGADO! Quero começar de uma forma simples, pois há certos valores que devem ser preservados: Respeito, Preocupação e Família!

Obrigado ao Sport Lisboa e Benfica pela exibição e pela vitória sobre o nosso rival de longa data - Sporting Clube de Portugal - para uns com mais significado, para outros é o jogo com os vizinhos da 2ª Circular. Mas não só dentro do campo é que se vive o S.L.Benfica e é aqui que reside o meu maior agradecimento ao Sport Lisboa e Benfica!

Se nos preços dos bilhetes, muitas vezes nos queixámos, ontem o Benfica esteve bem ao facultar comboio, para aqueles que já o tinham feito no domingo, como eu, mas não só. Pelos testemunhos que obtive, havia mais gente no comboio, sinal que alguns se renderam à viagem sobre os caminhos de ferro até à Luz e aproveitaram este sinal de Respeito e Preocupação por aqueles que vivem longe da Catedral!
Isto permitiu não despir muito o estádio (cerca de 49mil espectadores) de vermelho e branco e assegurar um bom apoio aos nossos jogadores! 
Infelizmente, por motivos profissionais não foi possível marcar presença na terça-feira! Todavia o objectivo foi cumprido: Vitória, 3 pontos e... uma boa exibição! 


Força Benfica

Contratação de Inverno

A partir de hoje, temos aqui no blog mais um sócio a dar a sua opinião acerca do clube.

Chama-se Marco Guimarães, é um benfiquista nortenho, e um amigo que muito me honra ao aceitar o convite que lhe fiz.

Desejo-lhe todas as felicidades aqui no blog e que os seus artigos tenham bastante aceitação por parte dos leitores.

Um abraço Marco!

PS: os valores da transferência não foram divulgados, mas estima-se que o contrato preveja um sumol laranja e uma sandes de fiambre por cada artigo.

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Arrancada rumo ao 33?

Sem espinhas!

Vitória inteiramente justa da melhor equipa em campo. O melhor "jogo grande" que vi o Benfica fazer na era Jesus. De principio a fim a dominar as operações sem dar qualquer chance ao adversário.
Sinceramente nunca pensei ser possível ver isto este ano. Hoje estão todos de parabéns. Até o treinador!
Toda a atitude, garra, entreajuda e inteligência que vimos hoje em campo é tudo aquilo que nós os adeptos pedimos. Não pedimos mais!

Os melhores do Benfica foram Luisão, Fejsa e o enorme Enzo. Exibição verdadeiramente galáctica do argentino. O golo é inteiramente merecido.
Fejsa esteve imperial no meio, com cortes muito importantes e até a lançar ataques. Na defesa Luisão fez um dos melhores jogos que lhe vi no Benfica.
Mas todos os outros estiveram na mesma onda. Tivesse Rodrigo marcado metade do que falhou e estaríamos a falar de uma vitória das antigas, tal a diferença entre as duas equipas.

Esta vitória, da forma como foi obtida, permite aos adeptos sonhar numa caminhada muito tranquila rumo ao titulo (nunca menosprezando a capacidade dos nossos responsáveis de estourar vantagens destas).

Uma palavra para Marco Ferreira. Um luxo ter este árbitro na nossa liga. Já tinha ficado com boa impressão no ano passado e hoje confirmou tudo aquilo que pensava. Se não tiver as interferências habituais está aqui o melhor árbitro português no futuro.

A tragédia evitada no Derby

8 minutos. Foi sensivelmente este período de tempo que nos separou de uma tragédia.
Felizmente os agentes envolvidos conseguiram evacuar as pessoas, a tempo de se evitar que algumas delas fossem mais penalizadas do que com o simples transtorno do jogo não se realizar no dia e hora marcados. É este o primeiro ponto que quero realçar depois do que se sucedeu no passado Domingo no Estádio da Luz. A gravidade da situação não deverá ser menosprezada por ninguém, sob pena de em futuras ocasiões o desfecho ser bastante mais trágico.

Em relação às causas deste acidente, algumas questões se levantam, nomeadamente as responsabilidades de cada entidade responsável pelo garantir de condições para que o jogo se realizasse. Sim, os ventos eram fortes. Sim, não são normais estas condições climatéricas em Portugal. Sim, os planos de evacuação correram como previsto. 
Mas há que analisar também se era possível evitar este acidente de acontecer. De forma preventiva. Qual o tipo de manutenção necessário à estrutura ao longo destes 10 anos? Foi a mesma efectuada de acordo com as regras básicas? Quem vistoriou (se é que vistoriou) a zona e deu o ok? Houve sequer planeamento face às projecções feitas pela protecção cívil para os dias que antecederam Domingo?
Mário Dias, afirmou ontem que uma coisa destas não acontece por acaso. É algo que se acumula ao longo do tempo. Como "pai" do Estádio, ele deverá saber melhor que ninguém do que fala.

Importando entender o que foi mal feito e que permitiu que o acidente acontecesse, para que de futuro o mesmo não seja recorrente (como foi desta vez), é também importante verificar sobre quem recaem as responsabilidades. Ao Benfica caberá parte da mesma porque é o promotor do evento. Mas a maior parte de responsabilidade cabe, em meu entender, à empresa que faz a manutenção da estrutura. E as "culpas" não devem morrer solteiras, sob pena de termos em mãos uma tragédia de proporções enormes num futuro não muito distante.

Quero também deixar uma nota para a forma como a questão da remarcação do jogo foi sendo tratada. O Benfica disponibilizou a quem já tinha adquirido o VideoPass, a oportunidade de ver o jogo à mesma, sem pagar mais por isso. Como é natural não fizeram mais que a sua obrigação. 
Foi também dada a oportunidade a quem não pode ir ver o jogo, de ser reembolsado pelo preço do bilhete, sendo que a esmagadora maioria das pessoas o poderá fazer sem problemas. Levantam-se alguns problemas para quem comprou o bilhete na loja online do clube e para quem comprou o bilhete longe de Lisboa. Penso que o prazo estipulado para os reembolsos poderá causar algum transtorno a esses, pelo que eventualmente poderia ter sido alargado o prazo de reembolso. Com a tecnologia actual é bastante fácil saber-se que bilhetes foram usados para aceder ao recinto e comparar em tempo real com os pedidos de reembolso. 

Para mais logo, reforço a ideia que já tinha expressado no Domingo. É imperioso vencer o Derby!

domingo, 9 de fevereiro de 2014

Imprescindível vencer o Derby

Por todas as razões e mais algumas, mas acima de tudo para mostrar aos rivais que o jogo anterior foi apenas e só um percalço. Com a atitude certa, este Benfica ganhará inevitavelmente a este Sporting, pois a diferença de qualidade é acentuada. Mas com a atitude errada (e basta relembrar o que foi o jogo da primeira volta) somos bem capazes de sofrer um dissabor hoje.

Que o Benfica consiga apresentar-se em campo ao seu nível e pressinto uma vitória tranquila.

Quanto ao árbitro, já mostrou anteriormente que é uma das excepções do futebol cá do burgo. Da parte dele espero apenas que não se torne protagonista.

Força Benfica!!!

Uma questão irracional

Como se responde à pergunta "Porque és do Benfica"?

Pessoalmente não sei responder a essa pergunta. Sou porque existo neste mundo e não imagino sequer o que seria existir e não ser do Benfica. É algo que extravasa largamente os domínios da razão e que aparentemente se passa com qualquer adepto de qualquer clube. Talvez seja por uma questão de pertença, porque a cor principal do clube me chamou (o vermelho é a minha cor favorita) ou ainda porque me identifiquei (sabe-se lá porquê) com os valores o clube.

Eu podia ser do Sporting, ou do Porto, ou da Académica de Coimbra, ou de um dos Vitórias, ou de... bem, vocês percebem a ideia.
Na realidade, a bem dizer, só poderia ter sido de um de dois clubes: o Sport Lisboa e Benfica ou o Sporting Clube de Portugal. De um lado tinha o meu pai, absolutamente fanático do Glorioso e que me fez sócio do Benfica mal nasci. Mas do outro, tinha o meu saudoso avô (que saudades avô Chico, que saudades) fanático do Sporting e que me levou a alguns jogos no antigo José Alvalade.
Vejo hoje, em retrospectiva, que a "batalha" do meu avô seria sempre inglória, pois como escrevi em cima, nunca me imaginei não sendo do Benfica. Mas nem por isso deixei de adorar todos os momentos em que me tentaram "roubar" ao Benfica. As idas ao estádio, as prendas verdes, as promessas de viagens para ver o Sporting, enfim, todas as tácticas conhecidas que se usam para tentar convencer os putos. Lembro-me como se fosse hoje, de chorar porque me queriam por do lado verde num jogo de matraquilhos. Mas guardo todas essas lembranças com bastante carinho, porque sei, que foi também por isso que posso hoje dizer que sou do Benfica. Inequivocamente Encarnado até morrer.

À pergunta inicial, respondo hoje um simples "Porque sim", pois não há razão por detrás da escolha.

PS: Convido todos os leitores a exporem a sua versão do porquê de serem do Benfica (ou de outro clube)