origem

quinta-feira, 13 de março de 2014

A quem interessa?

A quem interessa o que se tem passado em torno do Sporting nas últimas semanas?

Respondendo curto e grosso: a Benfica e Porto. E passo a explicar.

Ao Benfica interessa porque alarga a vantagem para o 2º, que passou de 2 pontos para 7 nas ultimas jornadas, com o derby pelo meio. Isto poderá permitir uma gestão mais desequilibrada do plantel, com vista a tentar conquistar a Liga Europa este ano. Não que isso seja o meu desejo, pois acho que deveremos apostar sempre nas competições internas (fazer a dobradinha 31 anos depois é nossa obrigação neste momento face ao desempenho nas várias competições). O lance do golo anulado ao Belenenses servirá também para fomentar as dúvidas dos adeptos verdes (e quiçá dos próprios dirigentes) em relação ao Benfica.

Ao Porto interessa principalmente para garantir o 2º lugar e a entrada directa na Liga dos Campeões. Não ter acesso directo a essas receitas (com a possibilidade de cair para a Liga Europa logo em Agosto) é um rombo muito grande para o Porto (e para o Benfica em igual medida), pelo que não quererão ficar em 3º.
Depois, porque lhes é muito importante manter Benfica e Sporting de costas voltadas. Não só porque desse modo podem tentar aproximações quer a um quer a outro (consoante a maré), mas também porque lá em cima, sabem bem que Sporting e Benfica unidos, tornarão muito mais difíceis as suas movimentações nas sombras. Aparentemente, a campanha liderada pelo Sporting é partilhada pelo Benfica (entre outros clubes) e têm-se notado uma grande aproximação entre os dois emblemas da capital, pelo que urge ao Porto tentar acabar com essa aproximação. A situação que se passou no último derby é disso bom exemplo, pois arrisco dizer que com qualquer uma das direcções anteriores, não se tinha chegado a acordo para a realização do jogo tão cedo.
Finalmente, interessa ao Porto mostrar ao novo presidente do Sporting que escolheu a via errada ao afrontar directamente o clube do azul e branco, ao invés de prestar autentica vassalagem como os seus antecessores.

No final, as opiniões dos sportinguistas andarão sempre na dúvida entre quem lhes quer mais mal e quezílias antigas serão relembradas. Nos cafés e nas redes sociais já começou o falatório, com as conferências de imprensa de Bruno de Carvalho a proporcionarem a gasolina para a fogueira que vai tomando proporções maiores. Parece-me que a maioria dos sportinguistas têm-se virado na direcção do Benfica, pois têm o sonho de ganhar o campeonato já este ano. 

__________________________________________________________________________

Pessoalmente vejo mais o Porto a "lucrar" com isto do que propriamente o Benfica, embora seja inegável que no campeonato o grande beneficiado na luta pelo titulo é o nosso clube. E digo isto porque me parece que haja mais por detrás desta situação que o simples campeonato nacional desta época. Parece-me estar a começar uma revolução no futebol, e caso Benfica e Sporting não estejam unidos, o grande vencedor dessa revolução será inevitavelmente o Porto. O conhecido "dividir para reinar".

terça-feira, 11 de março de 2014

Um Benfiquista de Lisboa no Norte do país

A viagem estava apalavrada há algum tempo, mas só se concretizou pois estive uns dias por Portugal a gozar umas merecidas férias. Fui muito bem recebido no norte do país onde a única coisa que destoou, foi mesmo a chuva incessante que caiu todo o fim de semana. O Marco e a sua família foram espectaculares e seguramente voltarei um dia destes.

Ia com alguma espectativa em relação à rivalidade entre Benfiquistas e portistas, que me dizem ser algo que extravasa o âmbito desportivo, com verdadeiras guerras entre pessoas que têm mais em comum do que aquilo que pensam (ou admitem). O que me foi dado a ver, no entanto, não chegou a esses níveis de animosidade. Foi até com bastante civilidade que vi as várias bocas que foram sendo lançadas no fim de semana. Muito provavelmente, devido à má campanha do Porto este ano, e a consequente desmotivação dos seus adeptos, não pude ver essa rivalidade extrema. E ainda bem, pois discutir futebol (ou desporto em geral) não é caso para guerras, embora às vezes dê essa ideia.
As discussões foram quase todas sobre o mau momento do Porto (e possíveis razões para tal) e sobre a possibilidade (ou não) do Sporting ser candidato ao título já este ano. 
Com os jogos de fim de semana vieram inevitavelmente as discussões sobre lances polémicos, embora nunca se tenha passado para o insulto gratuito. O facto de ser unânime que o Benfica foi beneficiado no jogo de Belém, também ajudou a que não se perdesse muito tempo a falar.

No final fiquei com a sensação de que dadas as condições certas, pode-se falar de bola com qualquer pessoa. Desde que exista um respeito mutuo entre ambas as partes. Discuti sobre Benfica e Porto e os seus problemas, com vários portistas e nenhum me insultou, tendo eu pontos de vista diferentes. Claro que não fui para a Ribeira (força de expressão) debater bola com os super dragões, mas pelo que me vinham dizendo vários amigos nortenhos, confesso que tinha pior ideia dos adeptos dessa zona.
Sinceramente acho que falta mais respeito entre todos. É tudo uma questão de educação parece-me. Mas também o que a mim me parece desajustado ou excessivo, poderá ser considerado como normal por quem passa por isso.

A certeza é a de que regressarei brevemente ao norte para se possível ver um jogo do Glorioso.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Sete, 8, Nove

Ponto prévio: NADA DE EUFORIAS

Ontem, o Sport Lisboa e Benfica deu mais um pequeno passo para a conquista do 33º Título de Campeão Nacional. Ainda faltam muitos jogos muito difíceis pela frente! Aliás todos eles são difíceis. E o Benfica tem de encarar todos os jogos com determinação, garra, raça, ambição e muita Humildade. 
Contra o Estoril, o Benfica soube contrariar as adversidades que o jogo lhe podia proporcionar e proporcionou, consentindo apenas 2 oportunidades de golo à equipa da linha - Bruno Lopes e Evandro (de livre). No entanto o Estoril teve imensa posse de bola para aquilo que idealizo para o Benfica. Não vou dizer que desgostei do modo como encaramos o jogo (modo italiano), mas gosto de ver o Benfica controlador com bola e não sem ela! Houve um momento em que a posse de bola era 37%-63%!!!! É certo que assim podermos explorar o contra-ataque e as transições rápidas, onde somos muito fortes (só não goleamos porque Lima foi perdulário e o pé direito do Rodrigo não é igual ao esquerdo), mas nunca fico 100% seguro de que o jogo está ganho ou controlado.

"Após 8 finais, chegará ao seu destino"... Todavia o próximo jogo é contra o Tottenham para a Liga Europa! 

E depois vem o Nacional para a Liga! 

"Dentro de 8 finais 

Nota 1: Nesta jornada, a nossa vantagem alargou-se para 7 pontos sobre o Sporting (2º classificado). Em relação ao Porto, mantemos os 9 pontos de vantagem. O FCP goleou um Arouca (4-1) que com mais qualidade individual e colectiva podia ter causado mais dificuldades aos azuis e brancos, ainda longe do seu melhor. Quanto ao SCP, perdeu 2 pontos em Setúbal numa arbitragem vergonhosa de Vasco Santos. De 5 golos marcados, o que não é duvidoso é aquele que foi anulado ao clube de Alvalade! Vergonhoso, este tipo de árbitros na 1ª Liga. Basta saber se são mesmo maus, ou se são outra coisa!

Nota 2: O amigo e anfitrião do Sócio, Danilo Oliveira, deslocou-se na semana passada ao Norte para conviver alguns dias com Benfiquistas do Norte! Espero que ele tenha percebido que o Amor é o mesmo ou até mais, que aqui sofre-se imenso pelo Benfica! Que aqui temos pena de o Benfica ter o estádio em Lisboa (por ser longe apenas) e que aqui o rival é outro! ;) Espero que tenhas gostado amigo! Que voltes em breve!