origem

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Negócio irrecusável

Axel Witsel já não regressa ao Benfica, depois da concentração com a sua selecção. O belga decidiu trocar o Benfica pelo Zenit, após os russos baterem a clausula de rescisão presente no seu contrato, no valor de 40 milhões de euros.

Hoje de manhã, escrevi aqui no blogue o seguinte:
Pessoalmente, se fosse o homem à frente dos destinos do clube, a decisão teria de ser em razão do que é melhor para o Benfica. Com as informações que tenho, mais uma venda não seria de descartar, para pelo menos garantir algum fôlego e margem de manobra à SAD face aos compromissos que se avizinham. Com a correspondente queda de qualidade e menor possibilidade de ganhar títulos. Assumindo isso com frontalidade, estou em crer que se ganharia mais do que aquilo que se perderia. No longo prazo é claro!
A venda pelo valor anunciado de 40 milhões de euros, é excelente. O Benfica fez valer a sua posição (ao menos uma vez na vida), e os russos foram obrigados a abrir os cordões à bolsa. Os 60M€ recebidos em 3 dias, só podem ter um destino: abater passivo imediato, não o deixando passar para passivo de longo prazo. É fundamental que pelo menos 75% deste valor seja para isso.

O que também é preciso, é que se aposte definitivamente em jogadores criados em casa para posições deficitárias, enquanto não se contratam craques para pegar de estaca. Jogadores como Leandro Pimenta, André Gomes, Ruben Pinto, entre outros, terão de ser aproveitados agora, que não há outros para comprar no imediato.
Chega de contratar por contratar, para a comissão ou para fazer o dinheiro circular. Chega de apostar nos jogadores contratados um ano (ou menos) e depois mandá-los pastar para outras paragens. Por muito que nos custe, o Benfica não é um clube rico. Somos um clube pobre! E como tal, chega de vivermos acima das nossas possibilidades. E não se trata aqui de deixar de comprar Salvios ou Gaitans. Trata-se  isso sim de não comprar Leos Kanu ou Fernandez, quando efectivamente eles não são necessários. A prata da casa faz o mesmo e muito mais barato!

Estou triste com a saída de Witsel, como acredito que todos os benfiquistas estão, mas desta vez não aceito que se faça qualquer reparo à postura do presidente! Desta vez defendeu intransigentemente os interesses do clube. Fosse sempre assim.
A saída do belga, é um rude golpe nas aspirações do clube a conquistar o campeonato, e depois da saída de Javi Garcia, o meio campo encarnado fica bastante debilitado. Jogadores defensivos no miolo, temos apenas e só Matic, pelo que a tão falada aposta nos jovens da equipa B irá ser uma realidade "à força".

Uma nota final para a escolha de Axel Witsel. Em minha opinião a sua carreira, que tinha tudo para ser brilhante, acabou hoje. Tenho pena pois era jogador para campeonatos muito melhores e clubes de "verdadeiro" topo europeu. Mais um ano de Benfica e seria inevitável a sua ida para Espanha ou Inglaterra.

8 comentários:

  1. "Money speaks louder than words".

    Não há nada a fazer. Mas tenho um feeling que vamos ter algumas boas surpresas com os miúdos que vão entrar na A. Como já tivemos com o Melga e o Salvio. Tenho a impressão que os miúdos vão partir tudo tal é a motivação com que ficam agora.

    Vamos buscar em Janeiro o Roderick e eventualmente o Ailton. Se for possível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Manuel,

      Pelo menos até Janeiro seremos obrigados a fazer uso dos nossos valores. Poderá ser um mal que venha por bem, se isso significar realmente uma aposta concreta e criteriosa na prata da casa.

      Eliminar
  2. No meio de tanto carpideirismo e bota abaixo ao Presidente, e em que parece que já não há amanhã depois das saidas do Xavi e do Witsel, é bom que não esqueçamos que o SLB não acaba aqui, e que temos de mostrar confiança em quem os irá substituir. O único jogador insubstituivel, para mim no Benfica, foi o Sr Eusebio. Tenho confiança que os responsáveis irão encontrar uma solução. A equipa B está ali á mão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,

      Também tenho essa esperança. Mas é muito ténue!

      Eliminar
  3. Mais uma vez, CONCORDO COM TUDO O QUE ESCREVESTE! Quando assim é não me restam alternativas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alternativas: Enviar merecidas, sim merecidas congratulações pelo belo e real raciocínio sintetizado neste texto. Quando se quer falamos a uma só voz (de todos os Benfiquistas! Quem pensa diferente? Nem os pro-LFV...

      Eliminar
    2. Caro Anti anti-Benfica,

      A minha maior pena é mesmo que não se defendam os superiores interesses do Benfica SEMPRE.

      Eliminar
  4. Depois de ver as notícias de hoje apetece-me dizer: que vão todos pela cláusula e que a direcção use o dinheiro das transferências para abater o passivo. É óbvio que não fico contente por ver sair 2 dos melhores jogadores da equipa.
    Já li por aí que, supostamente, a direcção ainda fez um esforço para que ele ficasse colocando a hipótese de lhe aumentar o ordenado, se ele mesmo assim não quis, então que vá para a Rússia onde realmente há muita visibilidade no campeonato!
    Apetece-me dizer ainda que parvos somos nós, que enchemos estádios e sofremos por eles, enquanto que para eles só o dinheiro interessa.
    Olhar para os valores anuais dos lugares dos estádios chega a ser um atentado, o esforço feito para apoiar quando o país e todos atravessam tantas dificuldades, enquanto que eles vivem principescamente à nossa pala.
    São diários os relatos de jogadores que ganham mais de 400 mil euros por semana a reclamarem por mais ainda... Onde é que chegamos? que se julgam estes senhores só porque nasceram (alguns) com a habilidade de dar uns pontapés na bola?
    Sinceramente, não os posso criticar por quererem ganhar mais porque isso todos queremos (eu incluído) mas há limites para a decência, mas eles parecem não os conhecer, são tal e qual uns mercenários...
    Quanto ao Benfica, nem me apetece ou parece correcto criticar hoje a direcção, embora se as contratações que fizemos tivessem ido no sentido de reforçar os pontos chave da equipa, talvez hoje não estivéssemos aqui a "chorar", mas penso que aqui 40 milhões era o que estava estipulado e foi recebido portanto, não há nada a apontar.
    Há que fazer despontar os jovens da formação e pô-los a jogar e tentar equilibrar a equipa com os que cá ficaram (vamos a ver se amanhã não temos mais surpresas), pois apesar das lacunas ainda contamos com um bom leque de jogadores, e noutras épocas conseguimos fazer das fraquezas forças, pode ser que nesta época também...

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.