origem

domingo, 16 de setembro de 2012

Desconcentrações e Homenagens

A equipa de arbitragem de Pedro Proença foi ontem homenageada pela Associação de Futebol do Porto pela presença nas finais da Liga dos Campeões e do Europeu de 2012. Até aqui tudo bem pois a AFP tem todo o direito de homenagear quem lhe apetecer e sendo o Proença-A-Zul um grande contribuidor da causa, só lhes fica bem.

Aparte da homenagem, o tema principal foi o polémico golo em fora de jogo de Maicon no clássico que decidiu o título. Tanto o árbitro, como o seu assistente, Ricardo Santos, defendem-se das criticas, invocando erros de outros, decisões boas que foram tomadas e até desconcentração para justificar o erro. Mas o facto é que assumem o erro. Desta vez já nem negam. Já não é preciso, com o Figueiredo na Liga e o Gomes na Federação está tudo muito bem controlado, e punições é coisa que não assiste àquela gente
Ricardo Santos «...Foi um momento de desconcentração, tratou-se de um erro de avaliação que analisei com os técnicos de arbitragem. Vou continuar a trabalhar para que não volte a acontecer uma situação deste género...Foi um erro que serviu para evoluir, foi uma aprendizagem...»
Pedro Proença «...A vida dos árbitros é feita de erros e lapsos, mas também de decisões acertadas. Não existe um lance em particular que destaque, houve mais erros não apenas meus, mas não quero individualizar. É pena que esse seja imediatamente lembrado...»
As palavras transcritas acima servem para se ver bem o nível de filha da putice a que chegámos. Já não há vergonha nenhuma e pudor muito menos.

A respeito do assistente Ricardo Santos e da sua visão de evolução só tenho a dizer o seguinte.
Se um Árbitro Auxiliar desde 1998/1999 (14 anos disto), com 38 anos (mais 7 de actividade até se retirar) ainda comete erros de principiante e está a evoluir e em aprendizagem de uma das regras básicas do desporto em que decide lances fundamentais, então isso diz bem do nível a que chegou a arbitragem em Portugal. Mas claro que ele não está em aprendizagem ou em evolução, pois em jogos estrangeiros e/ou não mediáticos e/ou sem interesses por trás, ele está bem e dentro daquilo que é normal.

Cada vez mais revoltado com esta corrupção que grassa em Portugal, especialmente no desporto. E nós a ajudar-mos à festa...

1 comentário:

  1. Caro Danilo,
    No final do Euro - 2012, troquei une e - mail´s com o Master Grove, para tentar se fazer uma receção ao FDP do proença e companhia. Não era uma espera, era uma receção de boas vindas, que valesse tudo, menos a agressão, para esse brilhantina, não ficar cheio de peito. Agora podem escrever o que quiserem, que eles vão continuar a fazer o mesmo. Está a começar no CD da FPF, tem de manter a coisa +/- equilibrada até 2/3 terços da época, para haver recitas de bilheteira e audiencias na TV do oliveira e depois dão machadada final (onde já se viu este filme?)
    Abraço,
    BMC

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.