origem

sexta-feira, 18 de maio de 2012

A melhor resposta

Quando aqui há dias, esse ser excrementício que dá pelo nome de Pinto da Costa, chamou clube do fascismo ao Benfica, pedi para que alguém do clube viesse a terreiro não só responder ao dito ser, mas também defender o Benfica daquilo que é, nos dias de hoje, uma das maiores patranhas que o "regime" portista tenta fazer passar como verdade. Todos eles, a uma só voz, o repetem constantemente e sempre que possível, para fazer passar essa tese.
Pois digo-lhes já a todos, que enquanto houver gente séria em Portugal (cada vez mais raros) não o vão conseguir.

Embora ninguém do clube tivesse oficialmente respondido (o que me causa muita tristeza), essa resposta surgiu mesmo e de uma forma sublime. Júlio Machado Vaz, no programa Trio D'Ataque, fez o seu dever como benfiquista e como pessoa honrada e de espinha direita, arrasando completamente com Pinto da Costa (e todos os que defendem e divulgam esta patranha, Miguel Guedes incluído).
Como podem ver no video abaixo, a defesa usa gente insuspeita para demonstrar claramente que o Benfica não é, nem nunca foi o clube do regime ou do fascismo. Na escrita de Alfredo Barroso e na voz de Rui  Oliveira e Costa, já múltiplas vezes auto-intitulados anti-benfiquistas, surge a clareza e verticalidade que uma questão destas tem de merecer. Sendo ambos anti-Benfica até ao osso, viveram na realidade (e muitas vezes na pele) o regime fascista em Portugal, pelo que clarificar este tema era também para eles uma questão de honra.

As palavras finais do vídeo, proferidas pelo Júlio Machado Vaz, são também elas uma grande bofetada ao Guedes. Pois ele nem sonha o que era aquele tempo (eu também tenho a fortuna de não o saber)
"Tens sorte porque ganhaste em liberdade, mas se tivesses perdido, também tinhas sorte..pá!"

Muito obrigado ao MasterGroove pelo vídeo e peço desde já desculpa por usá-lo aqui desta forma, mas considero que uma questão destas o merece. Podem ver o artigo original do MasterGroove no link http://mastergroove2010.blogspot.com/2012/05/pinto-da-costa-arrasado-no-trio.html



Como puderam comprovar é fácil, aliás facílimo, desmontar estas barbaridades, que o portismo continua a tentar difundir.

1 comentário:

  1. É com Grandes Senhores como este que se DESMONTA tal patranha. Durante a Ditadura, apenas havia um lugar, em todo o Portugal onde haviam ELEIÇÕES LIVRES: no Benfica!

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.