origem

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Declan Hill e a Corrupção no desporto



Quando no natal passado, ofereceram ao meu pai, o livro de Declan Hill - A Máfia no Futebol (The Fix no original), não liguei muito. Achei era um bom livro para o incentivar a ler (visto ele se interessar muito pelo fenómeno da corrupção), mas não tinha especial interesse no livro. Como estava equivocado.



Utilizando-o como leitura de avião, nos võos Lisboa-Bruxelas, rapidamente me apercebi do erro. O livro é excelente, relatando com a precisão necessária, como se consegue viciar um qualquer evento desportivo. O autor, Declan Hill, arriscou a sua vida para nos trazer este relato e eu, pela minha parte, estou-lhe muito agradecido.
Acho que enquanto as instâncias que governam o desporto não se empenharem seriamente em erradicar este mal, nunca mais olharei para o desporto (e o futebol em particular) da mesma forma. Vai pairar sempre a dúvida acerca do que estou a ver e se o mesmo é ou não fabricado...

Espero, num futuro breve, escrever aqui alguns artigos sobre as peripécias do autor e sobre as suas descobertas e de como as mesmas são visíveis no desporto nacional, pois algumas destas descobertas são já aplicadas no nosso desporto e no futebol em particular, como muitos de nós já suspeitávamos há muito tempo. E, tal como na esmagadora maioria dos casos, os corruptos e corruptores do topo da pirâmide, passeiam-se alegremente em liberdade sem serem chamados à justiça.

Para já, deixo aqui uma entrevista a Declan Hill, feita um mês antes do Mundial de 2010. A parte onde se fala acerca promiscuidade entre Espanha e a Rússia (com a Espanha a comprar árbitros via Russos, e com um dos mais poderosos na FIFA, o espanhol Villar) é algo que se vê agora (à posteriori) como algo perfeitamente passível de ter acontecido. Espanha campeã do mundo e Rússia com a organização do Mundial de 2018...
Mesmo no final da entrevista vem a referência aos corruptos portugueses. Lapidar!

Parte UM

Parte DOIS

ADENDA: Acerca dos rumores entre Espanha e Rússia, leiam aqui (em inglês) um artigo de 18 de Maio de 2010. Profético...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.