origem

domingo, 16 de dezembro de 2012

Mais do mesmo no regresso à Luz

Excelente vitória do Benfica sobre o Maritimo, ontem no Estádio da Luz. Voltei a casa após um longo (demais) interregno, para ver o meu Benfica. Foi aliás um verdadeiro Sábado à Benfica, em que tirei a minha barriga de misérias, indo presenciar todos os jogos do dia no complexo da Luz. Já sentia falta do ambiente glorioso, da bifana em convívio, da alegria daqueles milhares, que como eu, adoram este clube e o seguem para todo o lado sempre que há oportunidade. 

  • Modalidades
Ver o Basquetebol, o Voleibol, o Hóquei em Patins e o Futebol, tudo num só dia, é inebriante. Seguir os treinos dos nossos benjamins entre partidas é perspectivar o futuro que se deseja glorioso. 
Dos jogos a que assisti, não posso deixar uma palavra para o Basquetebol e o Voleibol. Mereciam de certeza um campeonato melhor, tal a diferença de capacidade entra nós e as restantes equipas. O Clube K, que ontem se deslocou ao pavilhão nº 2 para jogar com os nossos voleibolistas, apresentou uma equipa de 7 elementos apenas. É triste.
Foram boas vitórias e um bom ambiente, embora no Voleibol algo adormecido por vezes devido à extrema diferença entra as equipas (o Benfica nem fez alinhar a sua melhor equipa, poupando Roberto Reis entre outros)
No Hóquei em Patins é inglório ver o Benfica jogar mais e melhor e não sair com a merecida vitória. Culpa nossa pelo incrível desaproveitamento nos lances de bola parada. Falhámos, creio que, três dessas situações, ao passo que sofremos golos em duas dessas situações. Inglório de facto, mas a este nível paga-se caro, e o Benfica pagou o preço da sua ineficácia. E também de alguma desconcentração, visto sofrer o 4-4 final apenas escassos segundos depois de Lopez ter feito o 4-3 em mais um disparo fortíssimo. Como disse, merecíamos melhor sorte, mas podíamos ter feito mais por isso. A rever para o futuro. Isto tudo não invalida que sinta orgulho na maneira como nos batemos, frente a uma equipa que a defender é de topo e a contra-atacar é ainda melhor.

  • Futebol
No final do dia veio o futebol. Eu tinha visto o jogo deste Maritimo no Estádio do Dragão e pensei que se fosse o mesmo Maritimo a apresentar-se na Luz, o Benfica tinha tudo para golear e destacar-se no topo da classificação após o famigerado adiamento do jogo no Bonfim. De facto assim foi, pois o Maritimo revelou as mesmas fragilidades e permitiu ao Benfica construir um resultado dilatado. Não fosse a nossa inoperância ofensiva e inabilidade em frente à baliza do primeiro tempo, e poderíamos ter saído com um resultado histórico. Foi pena.
Depois do Derby de Segunda-Feira, tinha avisado para as consequências de entrarmos adormecidos em jogos futuros (principalmente na Pedreira e com o Porto), mas parece que "ninguém ouviu". Voltámos a entrar a passo, com "pouca vontade de correr", tendo ainda assim criado soberanas ocasiões de golo, pelo simples facto da nossa evidente superioridade técnico-táctica sobre o Maritimo. Ainda assim, deixámos o jogo correr e só acordámos verdadeiramente após sofrermos o golo (em ligeiro fora de jogo). Cardozo continua a estar no melhor e no pior. Falhou dois golos que não se podem falhar noutros jogos, mas teve a mestria para assinar mais um hat-trick, o segundo em 5 dias (é obra!). Ao intervalo do jogo, Jesus deve ter dado um raspanete aos seus jogadores, pois a entrada para o segundo tempo foi diferente para muito melhor. A substituição de André Gomes por Enzo Perez, revelou-se muito acertada, pois o argentino colocou mais velocidade nas nossas trocas de bola e com isso adivinhava-se o golo a qualquer momento. As bancadas da Luz empolgavam-se pois também elas o pressentiam e o golo veio através do suspeito do costume. Devo confessar que eu não marcaria aquele penalty (após ver 3 repetições), mas a forma como o jogador do Maritimo abordou o lance é de facto propenso a isso (a menos que se seja o Alex Sandro). Não quis ver o penalty, pois no canto que lhe deu origem, disse ao meu colega de bancada que ia ser golo e "temi" que o Cardozo me desapontasse. O paraguaio, no entanto, não me deixou ficar mal e balançou a rede de forma bastante segura e convicta. Está novamente numa excelente forma a bater penalties e com uma confiança inabalável. 
Daí até final, apenas mencionar a festa autêntica no estádio, a fazer lembrar ambientes argentinos (que loucura o novo cântico dos NN), mais perdidas em frente à baliza, o paraguaio do costume a fazer o sexto golo em 5 dias e Rodrigo a libertar-se de fantasmas com um golo segundos após entrar em campo. Já merecia o nosso jovem avançado.

Saí feliz e dormi como um bebé na noite de ontem. O facto de sermos o líder do campeonato e de termos uma soberana oportunidade de deixar os corruptos a seis pontos, depois do clássico do próximo dia 13 de Janeiro, deixa-me confiante de que temos mais uma excelente oportunidade de começar a fazer cair a Hegemonia azul, sendo que para isso acho absolutamente necessário sermos pelo menos Bi-Campeões com uma dobradinha. 

Avante Benfica!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.