origem

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Borlas, Promessas e Revoltas


Abriu a época das borlas no Estádio da Luz. A novidade é que esta época a mesma abre já em Novembro, não se esperando pelo adiantar da época. São opções de quem gere o clube/SAD, que considero más decisões.

Não é alheio a isto tudo o nível de assistências que temos tido este ano. A crise, o aumento de preços e as "borlas" anteriores, conjugaram-se para fazer cair o nível de assistência do Estádio da Luz.

Para a Liga tivemos as seguintes assistências:
  • vs Braga - 53.357
  • vs Nacional - 34.695
  • vs Beira-Mar - 28.303
  • vs V. Guimarães - 31.543
Para a Liga dos Campeões tivemos:
  • vs Barcelona - 63.847
  • vs Spartak - 36.448

Pessoalmente considero as borlas uma boa medida, segundo alguns parâmetros básicos. A saber:
1. As medidas de oferta de bilhetes têm de ser casos excepcionais, sendo exemplos disto, crianças em idade escolar sem recursos para vir ao estádio, reformados/desempregados com claras dificuldades em despender dinheiro em ingressos, acções de solidariedade em hospitais ou outros centros médicos, etc. Para se encher o estádio há que ter preços baixos e horários decentes.
2. As medidas que extravasem o âmbito excepcional, têm de ser proporcionais para todos. É imperioso não penalizar quem paga antecipadamente. Isso só vai garantir que não o continuam a fazer, criando um efeito de bola de neve em épocas futuras. Um pouco à imagem do que se passa com a restante economia portuguesa que coloca todas as fichas na procura de novos clientes, em vez de fidelizar os actuais.

Estas borlas para o jogo com o Celtic, não são uma coisa nova. Mas desta vez a "coisa" assume contornos de malvadez para o reduzido numero de sócios que apostou sem reservas na equipa.
Vejam em baixo os preços individuais para o jogo. Relembrem os preços praticados para os packs que incluíam os três jogos da fase de grupos. Agora pensem em todos aqueles (que este ano nem foram muitos) que se dispuseram a pagar a pronto e antecipadamente pelo direito a estar na bancada nestes jogos. Para esses fica o amargo da sensação de que não contam para quem gere o clube. Já pagaram.


Mas claro que nem tudo é mau nesta medida. A maior assistência que certamente vamos ter, será importante para a equipa se galvanizar. Será também importante para que gente que raramente vai ao estádio, possa sentir-se em casa e talvez voltar, já a pagar. Não apaga a injustiça de quem vê ano após ano um tratamento e consideração menores, mas também existem aspectos positivos.


Pessoalmente, tenho uma opinião clara acerca disto. Os preços deveriam ser baixos por natureza. É sempre melhor ter 60.000 pessoas com preços a 10,00€ do que 30.000 pessoas com preços a 20,00€. Claro que entendo que a proporção nunca seria exactamente assim, mas se não estivéssemos tão apertados financeiramente, o Benfica podia perfeitamente ir buscar o que perderia em medidas destas, noutras áreas. Bastava que os recursos fossem bem aplicados e geridos. 
Ao verem dinheiro ser desbaratado, é natural que quem paga constantemente, veja o seu esforço ser desprezado por que gere. E a revolta que muitos sentem nesta altura, fará com certeza que se precavejam de futuro, penalizando as contas do clube. É tão fácil prevê-lo, que não entendo como se apostam em medidas destas.Vai-nos beneficiar certamente no curto prazo do jogo, mas acho que de futuro vai-nos penalizar muito. As pessoas já estão fartas de "roubos" destes.

As recentes promessas de redução de preços, poderiam ter sido já aplicadas aqui. Concretamente em duas medidas, simples e que mostrariam, não só a preocupação com quem tem dificuldades em ir ver os jogos, mas também com quem já tinha adquirido bilhete para o jogo.

1. "Obrigar" à compra de um bilhete para se obter a borla de dois. Na prática seriam bilhetes a um terço do preço, sendo que quem já tivesse adquirido o bilhete, poderia também levantar os dois ingressos grátis. Isto sujeito às condições do débito directo e da compra do RedPass, como está previsto na campanha actual.
2. Permitir que quem já tivesse comprado bilhete, pusesse usufruir de uma borla para outro jogo a realizar no estádio da Luz independentemente da competição, em alternativa a levantar os dois ingressos grátis. Naturalmente que esta oferta seria limitada unicamente ao sócio que tivesse adquirido o bilhete para este jogo, indicando dessa forma que também ele é importante para a equipa no futuro.

Medidas simples, e muito mais justas para todos, nesta altura difícil.

6 comentários:

  1. Más opções em Julho dá origem a desespero em Novembro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro B Cool,

      Infelizmente, assim é. Desprezaram em demasia a crise e sobre-estimaram a fidelidade dos benfiquistas nesta altura de crise.

      Parece-me até que esta época será outra das que no final, o cativo sairá mais caro que a compra individual de bilhete.

      Eliminar
  2. Eu que deixei de ser sócio... provavelmente (com estes preços) não regressarei ao estádio da luz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro moleculas,

      O Benfica pratica preços caros para a realidade portuguesa. Não o podemos negar.

      Eliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.