origem

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

20% de Olho de Águia

O projecto Olho de Águia, iniciado esta época, tem vindo a revelar-me alguns dados interessantes acerca do comportamento do árbitros nos jogos dos chamados "três grandes". Devido à época absolutamente desastrosa que o Sporting está a ter, talvez se justificasse ter o Braga na sua vez, mas a decisão de inicio de época será mantida até final. Para o ano logo se vê.

Passadas 6 jornadas, 20% portanto, com Benfica e Porto na liderança do campeonato, é chegada a hora de eu fazer uma primeira análise ao que se tem passado. Os números e gráficos que se seguem, são baseados nas análises subjectivas que fui fazendo de todos os jogos envolvendo Benfica, Porto e Sporting até à 6ª jornada. Em alguns casos, aceito perfeitamente visões diferentes das minhas, mas acho que de uma coisa não me podem acusar. E isso é incoerência. Para mim, lances iguais, têm julgamentos iguais.

As categorias a seguir (cujos valores podem ser vistos na página do projecto), representam uma quantificação dos benefícios e prejuízos dos 3 clubes nos seus jogos.

  • Grandes Penalidades

As grandes penalidades são sempre os momentos mais polémicos de cada jogo. Nelas se decidem muitas vezes, jogos equilibrados que não há meio de desatar. Neste caso particular analisei duas vertentes. Os penalties mal marcados e os penalties por marcar.



Os números já são significativos, tendo Benfica e Porto algumas queixas no capitulo dos penalties por assinalar. Fruto do futebol mais ofensivo de ambas as equipas, as situações de grande penalidade não sancionadas pelos árbitros ocorreram com alguma frequência (cerca de um penalty a cada dois jogos).

Em termos dos números reais, nota-se que o Porto não tem qualquer penalty contra e Sporting nenhum a favor.



  • Foras de Jogo

No capitulo dos foras de jogo, assinalam-se também duas vertentes: a dos mal assinalados e a dos por assinalar. Porto e Sporting foram os mais penalizados pelos foras de jogo mal assinalados. Já no caso dos foras de jogo por assinalar é nos jogos do Benfica que mais vezes isto acontece, com ligeiro prejuizo dos encarnados.



  • Golos

Neste capitulo, em termos de golos irregulares, o Porto é quem sai mais beneficiado e o Sporting mais prejudicado. O Benfica está com a contabilidade a zero. Já em termos de golos por validar, apenas o Benfica foi prejudicado em um, no único caso até agora.



  • Amarelos

No capitulo disciplinar, em termos de amarelos, temos dois factores. Os amarelos mal exibidos e os amarelos por exibir. No primeiro caso, todas as equipas têm números equilibrados no deve e haver. Já no segundo, Benfica e Porto são muito penalizados em cartões por mostrar aos seus adversários. Isto indica uma permissividade dos árbitros face às equipas que defrontam Benfica e Porto (e que se fecham mais nos seus meios-campos). No caso do Sporting os números, embora altos, equilibram-se






Em termos de numeros reais, nota-se que o Benfica e Porto vêem numeros semelhantes exibidos aos seus jogadores. Que nos jogos do Sporting são mostrados mais amarelos (fruto dos jogos mais equilibrados) e que no caso do Porto, os adversários já viram o dobro dos amarelos.




  • Vermelhos

No caso dos cartões vermelhos, como é natural, os números são escassos para se fazer uma análise mais fiável, mas é já visível uma tendência. Benfica e Porto não viram qualquer vermelho em 6 jogos. O Sporting já viu dois. Já os adversários viram três e um, no casos de Benfica e Porto/Sporting respectivamente. O Benfica jogou 156 minutos em superioridade numérica, o Porto 21 e o Sporting 36. Apenas o Sporting se viu em inferioridade numérica e por 25 minutos.



Em termos de vermelhos mal mostrados, Benfica tem um a seu favor, o Porto nada a registar e o Sporting um contra si. Em termos de vermelhos por exibir, já todas as equipas viram jogadores seus e adversários poupados. Benfica e Sporting com ligeiro prejuizo e Porto com números equivalentes.




  • Arbitragens

Estou a classificar as arbitragens de cada jogo segundo um critério de boa, razoável ou má. No gráfico abaixo encontram os números até agora. Todos tiveram uma arbitragem má, que curiosamente lhes valeu a perda de pontos. No caso do Benfica foi com a Académica, no caso do Porto foi com o Gil Vicente e no caso do Sporting foi com o Maritimo. Todos estes jogos terminaram com empates.
O Benfica é a equipa que tem mais arbitragens boas, com duas, tendo Porto e Sporting uma cada um.



Como nota final, devo dizer que estava à espera de mais benefícios para o Porto, e menos para o Benfica. Até agora, pelo que se tem passado, a tese de roubo ao Benfica não se verifica. A ver vamos se esta tendência é para continuar ou não. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.