origem

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Empatados...

Custa-me muito escrever este post. Ainda não me passou a azia do jogo de ontem e não encontrei ainda nada que faça melhorar o meu estado... Escrevo no intervalo do FC Porto vs Feirense, e nem mesmo o nulo que se regista me faz animar. Porque sei que o golo azul e branco chegará e que vamos entrar na Luz empatados. Tal como saímos ontem de Coimbra.
O Benfica deu uma parte de avanço (ofensivamente) frente a uma Académica paupérrima, que ainda assim saiu amiúdes vezes para o contra-ataque. Falhámos na hora de decidir. O exame, como ontem lhe chamei, saldou-se por um insuficiente menos. E só porque entramos em campo na jornada 21 em ligeira vantagem para o Porto (o golo deles já aí vem), caso contrário era mesmo insuficiente.
Ainda assim, vimos bom futebol na segunda parte. Nélson Oliveira está com a pica toda e ontem foi sem dúvidas o nosso melhor jogador. Que continue assim porque vamos precisar dele mais lá para a frente. Houve falhanços incríveis da nossa parte, essencialmente porque faltou calma na hora de rematar à baliza. Acho que os jogadores sentiram bastante o peso do jogo em Guimarães e a responsabilidade deste. Mas também acho que vamos estar ao nosso melhor nível já na sexta feira.
Como destaque mais negativo, tenho de o afirmar como muita pena, foi o Gaitán. Ontem esteve simplesmente miserável em campo, apenas mostrando o que de mau sabe fazer. Muito displicente a atitude que meteu no jogo, e sinceramente já não me irritava com o jogador do Benfica há bastante tempo.
Não ganhámos este jogo por culpa própria, mas não há muito a apontar à nossa segunda parte. A equipa lutou e correu, em especial, depois das entradas do Nélson e do Nolito (ontem bastante trapalhão).

Agora é pensar na sexta feira e lutar para vencer o Porto na Luz. Este jogo é a prova de aferição final. Não tenhamos dúvidas que o campeão vai sair deste jogo, em caso de vitória de algum.

Nota ainda para a cómica (para não lhe chamar outra coisa) decisão no lance de Aimar na grande área. Transformar uma grande penalidade clara em falta ofensiva, só mesmo em Portugal. Mas não foi por isso...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.