origem

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Benfica em exame

O Benfica joga hoje em Coimbra, num dos maís difíceis exames que ainda tem pela frente neste campeonato. O momento da equipa é o mais delicado de toda a temporada, face às duas derrotas consecutivas, que causaram alguma apreensão em muitos benfiquistas. Após o jogo de Guimarães (em que deixámos 3 pontos e de ser a única equipa a depender de si própria para ser campeã), é absolutamente essencial que obtenhamos uma vitória neste encontro com os estudantes. Porque já sabemos ser quase impossível o Porto perder pontos no seu jogo com o Feirense, mas essencialmente para afastar qualquer sensação de quebra, que ficou a pairar no ar após as referidas derrotas. E convém que a vitória seja categórica (mesmo sem ser deslumbrante) para que o nível de confiança dos jogadores seja restaurado.

O Benfica tem de mandar no jogo desde o seu inicio, sob pena de deixar a Académica galvanizar-se e sofrer um dissabor. Jesus, em minha opinião, tem de apostar num meio campo combativo, pois é a zona onde se ganham (e perdem) jogos. Para tal apostaria em Javi/Matic, Witsel e Aimar/B. César, para essa zona de modo a criar um jogo de passe curto e apoiado, à espera de ver os extremos (Nolito e Gaitán) receberem a bola nas zonas de decisão. Foi o que nos faltou em Guimarães, um meio campo que pegasse no jogo, e impedisse o adversário de sair para o ataque sem ser atabalhoadamente. É que parece que não tem importância nenhuma, mas a componente de desgaste mental causado pelo melhor Benfica desta época, é o grande motor para o futebol vistoso. Não deixar o adversário pensar no que vai fazer e obrigá-lo a cometer erros em zonas proibidas começa sempre num meio campo assertivo e mandão. 

Compreendo o discurso de Jesus no pré-jogo como forma de não deixar a motivação dos jogadores ir abaixo e mostrar que a sua confiança neles continua a mesma de sempre, mas não posso deixar de sentir uma ponta de fanfarronice e soberba no mesmo. Espero que não se torne "no monstro" do ano passado.

Lista de convocados:
Guarda-redes: Artur Moraes e Eduardo;
Defesas: Maxi Pereira, Garay, Miguel Vítor, Jardel e Emerson;
Médios: André Almeida, Javi García, Witsel, Matic, Bruno César, Aimar, Nolito e Gaitán;
Avançados: Saviola, Nélson Oliveira, Cardozo, Rodrigo e Yannick.


E por favor, não pensem já no jogo com o Porto. É que isso tem quase sempre a mania de dar mau resultado.

1 comentário:

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.