origem

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Benfica 3-0 Marítimo

Para quem volta do estádio a sensação é de dever cumprido sem dúvida. Não jogámos um futebol espectacular, mas foi mais do que suficiente para não deixar dúvidas quanto à justiça do vencedor.

O 1º golo chegou cedo, fruto de um passe do Saviola a rasgar a defesa a que o Nelson Oliveira não se fez rogado e finalizou sem hipóteses para o GR do Marítimo.Esse golo foi importante para ter sempre alguma margem de segurança, caso houvesse alguma desconcentração ( e existiram algumas de facto, do Eduardo por exemplo). Com a entrada do Rodrigo e já a jogar com mais um devido a agressão do Pouga ao Javi Garcia (já não é a primeira vez que ele é expulso no Estádio da Luz: em 2009/2010, foi expulso no Benfica 5-0 Leixões), o jogo resolveu-se com 2 golos do avançado espanhol que continua com um instinto matador notável. Um dos outros destaques da partida foi a estreia de Yannick Djaló, reforço de Inverno do Benfica e ex-Sporting. Yannick jogou 10 minutos que foram mais para ganhar ritmo que outra coisa, mas mesmo assim teve ali uma oportunidade de se estrear com um golo. Não deu, paciência, certamente que terá mais oportunidades.

Ficou 3-0 e o resultado se peca por alguma coisa é por escasso, apesar de repetir que não foi uma exibição de encher o olho, mas foi o que o Benfica estava obrigado a fazer, ganhar. E com esta vitória está garantida uma meia-final da Taça da Liga que será sem dúvida escaldante, Benfica-Porto, menos de 3 semanas depois do Benfica-Porto para o campeonato. 2 jogos importantíssimos para as nossas aspirações.

Esperemos que com o jogo frente a outra equipa madeirense, o Nacional, continue esta excelente senda de vitórias.

O Nosso Grande Emblema diz "Um por Todos e Todos por Um!"

Tiago S.(Saviolafication)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.