origem

quinta-feira, 12 de julho de 2012

E se amanhã tivessemos a equipa que queremos?


O que aconteceria se para o jogo de amanhã, já tivessemos o plantel totalmente fechado? O tão aguardado defesa esquerdo, mais a alternativa ao Maxi e ao Javi, acabando na dispensa de alguns excendentários.

Na realidade não acontecia nada de especial. O Jesus continuaria o mesmo fanfarrão teimoso, o presidente continuaria o mesmo fala-barato e os adeptos continuariam os mesmissimos iludidos. Iludidos não é bem o termo. É mais esperançosos e crentes.

Ainda assim, aconteceriam duas coisas, que a meu ver seriam muito positivas para o clube:

  1. Despreocupação na mente de treinador, jogadores e adeptos em relação a caras novas, com a correspondente tranquilidade para trabalhar.
  2. Tempo para tratar dos casos pendentes com jogadores excedentários.


E há ainda um outro aspecto a reter. Ao ter o plantel fechado, poderiamos emitir um comunicado onde se explicava sucintamente que o plantel estava fechado e que qualquer jogador que viesse a ser noticiado nos jornais, seria mentira! Era o rombo total nos pasquins.

Infelizmente, para amanhã continuamos com lacunas no plantel (dispensaram-se três defesas esquerdos neste defeso...) e com uma linha defensiva que só dá para rir mesmo. E rir numa sexta feira 13 não é para todos.

1 comentário:

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.