origem

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Mais uma etapa ultrapassada (1)!

Ponto prévio: NADA de EUFORIAS!

Ontem, o Sport Lisboa Benfica fez o suficiente para ganhar o jogo ao Vitória Sport Clube (Vit. Guimarães). Podíamos e devíamos ter ganho por mais golos, mas garantimos os 3 pontos com um excelente golo do Markovic! Chega! Mas, não foi o melhor jogo da época, nem pouco mais ou menos. Vi 25 minutos de excelente qualidade, onde a pressão, a velocidade imperou no relvado (muito escorregadio e traiçoeiro) do Estádio da Luz. Gostei das movimentações do Markovic, Rodrigo e Lima (estes 2 últimos muito perdulários em frente à baliza)! Chiça! No Benfica, em 3-4 oportunidades, temos de fazer no mínimo 2 golos (mas isto é a minha opinião). Depois houve o choque entre Enzo e Jardel. Acho que afectou o jogo dos 2... Um pela negativa, Enzo! Acho fez um jogo fraco, tendo em conta aquilo que nos habituou! Melhores dias virão! O outro pela positiva, Jardel! Que grande jogo fez o brasileiro, que sabe muito bem a situação que ocupa neste plantel e não tem problemas.
Na 2ª parte, continuação do jogo pragmático, mas sempre com aquela sensação que as coisas não estavam 100% controladas e aqui regresso à primeira frase desta crónica. Este é o 5º jogo contra equipas do Minho! Cinco jogos sofridos em que registámos 4 vitórias e 1 empate! É caso para dizer que os ares do Minho não são bons... e ainda temos a deslocação a Braga! Atenção!


Temos 5 pontos de avanço para o Sporting (2º classificado)! É para manter e  se possível alargar!  


Nota: Acho que esta homenagem é necessária. 
"MELHOR EM CAMPO....

Jardel. Ontem à noite, no estádio da Luz, se houve jogador que tenha actuado à Benfica, esse jogador foi Jardel. Muitas vezes criticado pelos adeptos, assobiado nas bancadas e ridicularizado nas redes sociais, onde se encontram os maiores especialistas em jogo falado, Jardel ofereceu a todos uma demonstração final de talento, categoria, bravura e coragem. Muitos dos que o criticam jamais fariam pelo Benfica metade do que ele fez ontem à noite. Muitos dos que o ridicularizaram, durante estes anos, têm na escrita metade do valor que ele tem como jogador. No Benfica é uma espécie de falso titular, porque apenas não joga porque tem à sua frente um Luisão imperial, melhor do que nunca e um Garay que é o melhor defesa central da Liga portuguesa. De resto, Jardel é um jogador à Benfica. Nunca se lhe ouviu um lamúrio, nunca se lhe percebeu uma má vontade. É o típico jogador anti-star-sistem e é isso que faz dele um jogador menos apreciado nas bancadas, que gosta da exuberância. Talvez precisasse de dar um safanão em directo ao treinador para se tornar um ídolo das multidões, mas isso nunca veremos Jardel fazer, porque não é o típico jogador egoísta que coloca os seus interesses à frente dos interesses da equipa. Ontem viu-se. Grande Jardel, grande jogador, grande defesa. Um verdadeiro jogador à Benfica que, curiosamente, é pouco apreciado...pelos benfiquistas. É pena e é terrivelmente injusto. Tenho dito."
 By José Marinho in facebook!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.