origem

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A impunidade


O artigo que podem consultar clicando no link acima, relata sumariamente as decisões do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.
Em traços gerais, Cardozo e Matic ficam de fora um jogo do campeonato (Académica no dia 17) e o Porto continua na Taça da Liga.

Estas decisões agora reveladas, mostram que o Futebol é das actividades que goza mais impunidade no nosso país. Sendo Benfica e Porto os dois únicos candidatos ao título nos últimos anos (com o Braga a meter-se às vezes pelo meio), não convém nada que estes façam ou tomem posições de força contra quem "gere" o futebol.

Comecemos pelos castigos aplicados aos jogadores do Benfica. São ambos algo sem pés nem cabeça. Cardozo vê a sua conduta totalmente indigna, ser "premiada" com um jogo de suspensão. Fosse o Jackson, o Mangala, ou o Fernando a fazer o que Cardozo fez e estariam os benfiquistas todos sem excepção a pedir castigos pesados ao jogador. Como é o Cardozo vamos (quase) todos continuar a assobiar para o lado. Fosse em Inglaterra, país que protege verdadeiramente o jogo, e Cardozo não se livraria de um mês na bancada.
Já no caso de Matic, é inconcebível que o sérvio cumpra qualquer castigo, quando não fez nada que justificasse o vermelho exibido por Proença. Tudo não passou de muito teatro do jogador do Nacional (recuso-me a escrever o nome dele), a que respondeu o Auxiliar (ou terá sido mesmo Proença?) com o que vimos na TV. Se em casos anteriores Matic até se tinha posto mais a jeito de uma ou outra expulsão, neste caso nada o justificava. Pelo que não se justifica qualquer penalização. A campanha montada surtiu os seus efeitos...

No caso do Porto, o assunto assume contornos macabros e de verdadeiro caso de Polícia. Relembro os mais esquecidos, de que o Braga foi castigado com derrota, por fazer exactamente o mesmo que fez o Porto, isto é, usar jogadores indevidamente em jogos das equipas A e B. Como se explica então a diferença de julgamento entre um caso e outro? Para mim, a punição ao Braga surgiu a destempo, pois ninguém imaginou que o Porto pudesse cair no mesmo erro. Mas a lei é clara quanto baste e sem margem para interpretações ou teorias de arredondamentos... O Porto prevaricou no jogo da Taça da Liga e deveria ter sido punido com pena de derrota nesse jogo. 

Como conclusão, apetece-me escrever que estas decisões servem de desculpa perfeita para o não afastamento do Porto da Taça da Liga, pois será claro que "ninguém" tirou vantagem nesta altura... Aliás começam a fazer perfeito sentido duas coisas. 
  1. Os sucessivos adiamentos na divulgação da decisão (que para o caso do Braga foi muito mais célere)
  2. A escolha de Proença para apitar o Nacional vs Benfica.
O problema (para esta corja suja que manda no futebol) é que esta impunidade reinante tem os seus limites, até alguém começar a fazer justiça. Já não faltará tudo para isso...

11 comentários:

  1. De novo, a atitude do Cardozo foi a de tirar a bola ao adversário, com um toque de merda. Amarelo para cada um, só que o outro já tinha amarelo, e ia ser chato...

    A do Porto... estavas à espera de algo diferente?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo,

      discordamos neste ponto. Para mim Cardozo agrediu efectivamente com um pontapé o adversário. E depois fez o impensável.
      sabes bem que eu adoro o Cardozo e acho que devia ficar até ao fim da carreira no Benfica (ou até deixar de marcar golos regularmente), mas estas atitudades não se coadunam com o clube que amo.

      Quanto ao Porto, sim esperava. Esperava que a mesma lei que serviu para punir o Braga, servisse para punir todos os clubes que prevaricam no mesmo sentido.
      Só nesta Federação apoiada inequivocamente é que isso não acontece...

      Eliminar
    2. Boa...quem é que votou no merdas do Fernando Gomes para a federação?

      Eliminar
    3. Caro Anónimo,

      eu não votei nele nem em quem o apoiou inequivocamente.

      Eliminar
    4. Danilo, os tripeiros agradecem o teu post. Primeiro dizes que o Cardozo agrediu quando nenhuma imagem mostra isso. Vê-se um toque e o jogador do Nacional (talvez já a cozinhar o caldinho) atira-se para o chão como se tivesse levado um tiro. Depois, não contente ainda vens defender que deve levar um castigo exemplar? É assim que defendes o Benfica? Para dizer isso já há muitos tripeiros e lagartos que nos odeiam e fazem tudo para prejudicar. Nem mundo perfeito onde houvesse justiça eu estaria contigo, agora no nosso campeonato corrupto porque é que a nós se hão de aplicar as leis no seu máximo rigor e aos outros nem as leis na sua letra sejam aplicadas (vide caso Porto - Taça da Liga). Companheiro revê isso.

      Eliminar
    5. Concordo com tudo o que escreveu menos com a gravidade da acção do Cardozo. Claro que merecia mais que um jogo mas não me pareceu agressão deliberada. Foi mais falta de jeito.
      Quanto ao resto, subscrevo.

      Eliminar
    6. Caro Frank,

      Você tem a mesma opinião que o meu amigo rkc, que não é a minha. Para mim o que o Cardozo fez é agressão. E como tal o vermelho exibido justifica-se.
      Se você estaria comigo num mundo perfeito, porque motivo renega a sua convicção? O mundo é aquilo que fizermos dele, nem mais, nem menos.
      A minha formação pessoal obriga-me a ter os mesmo critérios de julgamento face aos que me são próximos que face aos desconhecidos. Por esse motivo é que acho que o Cardozo merecia uma punição maior.

      Caro J.P.,

      Se fosse um jogador do Porto a fazer isto a opinião da esmagadora maioria de nós seria no sentido da punição exemplar do jogador. Não julgo de maneira diferente por ser o Cardozo.

      Eliminar
  2. O resultado dos apoios inequívocos são estes: 1º - Aimar suspenso 2 jogos no ano passado (falhando o dérbie de Alvalade - suspensão invulgar já que o normal era apenas um jogo). 2º - Já este ano, Jorge Jesus suspenso por 2 semanas por ter reclamado (e com razão) dum fiscal de linha. 3º - Vieira suspenso por 45 dias por declarações sobre o Benfica-Sporting da 11ª jornada da época passada. 4º - Luisão suspenso por 2 meses devido ao encontrão no árbitro alemão. 5º - A Federação remeteu para a Liga uma denúncia anónima (sem fundamento), quando a deveria ter arquivado imediatamente. 6º- A Federação decidiu hoje ilibar o FCP pelos mesmos motivos que condenou o Braga B. Ninguém consegue perceber o que se passa. 7º- Matic apanha 1 jogo de suspensão por uma agressão que não cometeu. Deveria ser despenalizado. Continuem com os apoios inequívocos... 8º Rui Gomes da Silva apanha suspensão recorde por afirmações polémicas sobre árbitros. Não me admirava nada que venhamos a ter mais suspensões e o Proença no clássico da Penúltima Jornada. Quanto à Taça da Liga, metam os júniores... Isto já cheira mal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,

      alguém com vontade e possibilidade de acabar com a pouca vergonha, já o tinha feito há muito muito tempo.

      Eliminar
  3. Ao autor do Blog, compreendo o ponto de vista sobre o Cardozo. Mas em primeiro lugar, entendo que o caso Cardozo deve ser resolvido internamente, sendo que o clube deve pedir-lhe responsabilidades e exigir um comportamento diferente. Prejudicou o Benfica com a sua atitude, mas não devemos fazer do Cardozo, em termos públicos, um caso entre nós! Porque assim já estamos a ajudar à festa, como fazem os antis.

    Se este país fosse um país decente, apoiaria a tua opinião a cem por cento. Mas neste país onde palhaços azuis e brancos podem jogar com 2 guarda redes, jogadores como Mangala, Fernando e Moutinho nunca são expulsos, apesar das bárbaras agressões que vão fazendo jogo após jogo, são tratados de forma benevolente pelo conselho de disciplina, vêm jogadores como James a agredir outros jogadores e só apanham um jogo de suspensão, têm treinadores, dirigentes e presidente a falar de arbitragem de forma insultuosa quando as coisas não correm bem, pagam luvas a equipas contra quem o Benfica joga, usam a amarelinha de forma a que comentadores acham estranho a sua condição fisica, mas que tal se deve a serem uma equipa de outro mundo, nós não podemos estar publicamente a condenar os nossos jogadores, já de si tão injustiçados e cuja revolta no interior deles deve ser imensa.

    Basta de sermos mais papistas que o papa. Quando um clube vê um jogador que atira uma bota ao árbitro porque foi expulso e só levou um jogo de suspensão, outro jogador a dar 3 peitadas ao árbitro e nada se passa, só temos que exigir é que os orgãos disciplinares para lances iguais decidam de forma igual, e não favoreçam a equipa azul e branca. Só peço justiça, e neste caso, Salvador e o Braga sentem agora na pele o atrevimento de quererem ultrapassar o mestre e dono do sistema, sendo alvo da injustiça perpetrada com a absolvição dos azuis e Brancos.

    Por isso, quanto ao caso Cardozo deve ser tratado por nós de forma interna.Matic, temos que lutar pela sua despenalização, quando nada fez, apesar da comunicação social, que a quente, indica que não houve nada, e agora a falta de melhores imagens, já indica que só o auxiliar pode dizer o que realmente aconteceu! Eis como se intoxica a opinião pública!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,

      Agradeço a sua opinião, mas não concordo nada com ela. Noutros países os jogadores são castigados e chamados à atenção ainda antes de saírem os castigos oficiais.
      O que pretende que seja feito, é o que fazem todos os outros dirigentes. Reclamar quando se sentem prejudicados e calarem-se bem caladinhos quando são beneficiados.

      Eliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.