origem

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Uma daquelas Vitórias

A vitória em Braga foi algo que sinceramente não esperava. Certamente não da forma que foi. Com um à vontade que fez daquela primeira parte, os melhores 45' da época. Os golos que aconteceram tiveram alguma contribuição dos defesas e guarda-redes adversário, mas se não fossem estes eram outros, tal a superioridade evidenciada pelo Benfica na primeira parte.
Mais que espetáculo ou artistas em campo, no Sábado tivemos soldados, com um plano bem definido e com a atitude adequada às exigências do jogo. É certo que sofremos na segunda parte e que a tentativa de controlar a bola foi algo a que os jogadores não estão habituados, mas o Braga nunca pareceu verdadeiramente no jogo. Aliás, o golo do Braga surge também de uma descoordenação da defesa, nomeadamente Jardel que falha o corte e Melgarejo que não acompanha o avançado do Braga.

Esta será certamente uma vitória para relembrar, não só por ser a primeira de Jesus em Braga ao comando do Benfica (à quarta tentativa lá foi de vez), mas por marcar um corte com um passado recente, onde o Benfica soçobrava sempre nos jogos "a doer" com adversários mais capazes.

Com esta mentalidade, podemos aspirar a ganhar alguma coisa esta época.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.