origem

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

O que esperar de Braga no Sábado?

Hoje é Quinta Feira e nesta altura ainda não se conhece o árbitro da partida do próximo Sábado. Independentemente de quem seja, existem três aspectos sobre os quais tenho curiosidade de saber o comportamento dos intervenientes.

  • Recepção ao Benfica no Estádio Municipal de Braga.
Este aspecto prende-se com as constantes tropelias que a malta de Braga arranja sempre que lá vamos, desde que Vieira foi a Braga buscar o Jesus. Sejam bolas de golfe e outros artigos de lazer arremessados para o campo, seja cortes providenciais de luz para quebrar o ritmo de jogo, seja a disposição dos dirigentes bracarenses em tudo o que rodeia as quatro linhas, estou bastante curioso para perceber que tipo de recepção teremos este ano. As palavras de António Salvador não parecem deixar margem para dúvidas, sendo que a postura do Braga aquando do jogo da primeira jornada, surpreendeu muitos benfiquistas, incluindo eu próprio. Da bancada já sabemos que virá uma grande dose de hostilidade para com o nosso clube, pois é essa a nova forma de estar dos bracarenses.

  •  Discursos do pós jogo dos dirigentes bracarenses
Estou igualmente curioso para perceber qual será o tom dos discursos pós jogo. Serão os mesmos que no jogo da primeira volta, calmos e apaziguadores? Ou serão mais ataques ao Benfica, camuflados de defesa do clube de Braga? Gostaria mesmo de ver quais as reacções caso se desse porventura uma arbitragem igual à que ali sucedeu por ocasião do jogo com o campeão. Caso o Benfica seja milagrosamente beneficiado pelo árbitro escolhido, veremos Salvador recatadamente em silêncio ou com mais referências ao Calabote? É curioso pois verificar isto. E no sentido oposto, caso sejam (mais uma vez) beneficiados, virão (mais uma vez) inventar "casos" extra-futebol, para desviar atenções?

  • Atitude do Benfica
Nos últimos jogos na Pedreira, o Benfica, embora condicionado pela arbitragem, deixa de ser igual a si próprio e encolhe-se em campo. Que Benfica veremos em campo? O Benfica mandão e com pressão alta, que empurra adversários para trás, criando enumeras oportunidades de golo? Ou o Benfica desligado do jogo, a falhar passes de forma desplicente, deixando o adversário jogar à vontade? 

Sábado à noite se saberá.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.