origem

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

O plantel que ataca a época

Aviso: Este artigo é bastante extenso.

Estes são os jogadores que vão atacar a primeira metade da época (salvo contratações ou saídas de última hora pois o mercado só fecha dia 31 de Agosto)

  • Lista de jogadores

Jogador
Preço
Contrato  
Nacionalidade 
Posição
Aimar6,5M€2013ARGMAC
Miguel Vitor0€2013PTDC
Saviola5M€2013ARGAvC
Cardozo11,6M€2014PARPL
Paulo Lopes0€2014PTGR
Artur0€2015BRAGR
Carlos Martins  3M€2015PTMAC
Gaitán8,4M€2015ARGAlE/MAC/AlD
Garay5M€/6,25M€*2015ARGDC
Kardec2,5M€2015BRAPL
Matic0€2015SRVMC
Maxi Pereira8,4M€2015URULD
Rodrigo6M€2015ESPAv
Djaló0€2016PTAv
Enzo Perez5M€2016ARGMD/AlD
Hugo Vieira0€2016PTAv
Jardel0,5M€*2016BRADC
Luisão1,25M€2016BRADC
Melgarejo0,75M€2016PARAv/LE
Nolito0€2016ESPAlE/AvE
Witsel6,5M€/9M€2016BELMC
Mika0€2016PTGR
Bruno César5,5M€2017BRAMAC/AlE/AlD
Luisinho0,5M€2017PTLE
Michel0,5M€2017BRAPL
Sálvio10,5M€/13,5M€    2017ARGMD/AlD
Javi Garcia7M€2018ESPT
Ola John9M€2018HOLAlE/AlD
João Cancelo0€2018PTLD
29
103,4M€/110,15M€  
8 PT

* - metade do passe
GR - Guarda-Redes; LE - Lateral Esquerdo; LD - Lateral Direito; DC - Defesa Central;
T - Trinco; MC - Médio Centro; MAC - Médio Atacante Centro; MD - Médio Direito;
AlE - Ala Esquerdo; AlD - Ala Direito; Av - Avançado Solto; AvE - Avançado Esquerdo;
AvC - Avançado Centro; PL - Ponta de Lança

  • Análise em números
Na tabela estão todos os jogadores do actual plantel principal. Pus também o Cancelo que foi nomeado substituto do Maxi pelo presidente, embora esteja a jogar na equipa B.
Os valores monetários são o que o Benfica pagou pelos atletas, sendo que em alguns casos não existem confirmações oficiais, pelo que se encontram um minimo e máximo referenciados nas noticias e relatos da altura. O plantel principal custou ao Benfica pouco mais de 100M€, valor que me parece mais do que adequado, tendo em conta que preconizo um valor de cerca de 100M€, para o plantel principal (25 jogadores a 4M€ de custo médio).

São 29 atletas presentes na lista, dos quais 8 portugueses e 3 formados no clube. Não são números ideais, notando-se a falta de talento encarnado. Há que referir no entanto que muito talento encarnado está na nossa equipa B, pelo que poderá ser utilizado a qualquer altura na equipa principal.

Poderão existir alguns problemas na lista de jogadores a entregar à UEFA. Senão vejamos: temos um máximo de 17 jogadores que podemos inscrever sem restrições, a que se juntam 8 formados em Portugal (podem nem ser portugueses) dos quais 4 terão obrigatoriamente de ser formados no clube (mais uma vez podem não ser portugueses). os 3 formados no clube são Miguel Vitor, João Cancelo e Paulo Lopes. Destes, João Cancelo até pode ser inscrito na lista B e podemos ainda inscrever Miguel Rosa como 4º jogador formado no clube, pois não poderá ser inscrito na lista B devido à idade.
Como jogadores formados localmente (em Portugal) temos Mika, Carlos Martins, Djaló, Hugo Vieira e Luisinho. A meu ver seria Djaló o sacrificado na lista uefeira.
E depois temos 21 jogadores para 17 lugares. Quem fica de fora da lista? Admitindo que Artur, Maxi, Luisão, Garay, Javi Garcia, Aimar, Gaitán, Bruno César, Sálvio, Cardozo, Rodrigo, Melgarejo e Witsel são intocáveis, temos 13 dos 17 lugares preenchidos. Depois, jogadores como Matic, Enzo Perez, Ola John e Saviola também não deverão sair das escolhas do treinador, pelo que fica assim a lista concluída. Ficariam de fora da Liga dos Campeões, jogadores como Nolito, Kardec, Michel e Jardel. Pessoalmente, Nolito seria uma das minhas opções substituindo Ola John na lista. 
Mas, é mais um ano com casos bicudos para resolver em termos de plantel europeu. Espero sinceramente que a campanha europeia seja ao nível da anterior (caso seja possível conciliá-la com os bons resultados internos).

Nota: Caso Nolito seja mesmo preterido da lista da Liga dos Campeões, o espanhol deverá mesmo deixar o clube.

  • Análise por sector
Em minha opinião é um plantel riquíssimo do meio campo para a frente e bastante curto do meio campo para trás. Como já se tornou hábito na Luz, as posições mais carenciadas não foram colmatadas a tempo e horas, tendo-se gasto dinheiro em jogadores para posições aparentemente muito bem preenchidas.

Na baliza trocámos Eduardo por Paulo Lopes. Artur é e será o número Um e sem ser por lesão ou castigo, não estou a ver Paulo Lopes ou Mika jogarem no campeonato ou na Europa. Nada a dizer deste sector.

Em termos defensivos o plantel é curto. Não em termos de jogadores, mas em termos de experiência competitiva e qualidade inegável. 
Começando no lateral esquerdo, Luisinho é um mero suplente e Melgarejo um desperdício. Até pode vir a ser equiparado a Coentrão, mas de certeza que se perderá um valor inegável no ataque e enquanto não se torna esse jogador inquestionável, o Benfica não tem alternativa válida. 
Ao centro, Luisão e Garay vão ser utilizados até rebentar. Miguel Vitor e Jardel, embora com qualidade, não têm estatuto ou qualidade suficiente para a titularidade, embora eu advogue que em jogos mais fáceis (especialmente em casa), deveriam ser utilizados. Miguel Vitor poderia hoje por hoje ser um dos titulares, mas parece-me que o seu crescimento como central parou no tempo quando simultaneamente se vê assolado por lesões em momentos chave, que não lhe permitem agarrar as oportunidades que vai tendo.
No lado direito da defesa, Maxi só não jogará se não estiver apto, sendo que tenho o receio de no caso de não poder, seja Witsel o escolhido para a lateral. João Cancelo, parece-me ser mera propaganda de presidente e treinador e acho até que Miguel Vitor tem mais possibilidades de ser utilizado à direita que o jovem benfiquista. Pessoalmente acho que se deveria ir apostando neste jovem em jogos teoricamente mais fáceis e nunca em revoluções do onze.. 
Falta qualidade competitiva ao sector. Os 3 (4?) titulares dificilmente perderão o lugar sem ser por castigo ou lesão. 

No meio campo, nada de novo. Matic como sombra de Javi Garcia (mal a meu ver) e Witsel, Aimar, Carlos Martins e Bruno César a lutar pela batuta da equipa. Penso que Bruno César irá definitivamente desaparecer do flanco, tal a quantidade de qualidade disponível. 
Se na gestão de jogo ofensivo não me parece que tenhamos problemas, pois tendo Aimar, Carlos Martins e Bruno César a qualidade e competitividade está assegurada, em zonas mais recuadas falta-nos alguém que substitua convenientemente Javi Garcia (em minha opinião esse alguém não é Matic). O sérvio é bom jogador, mas para terrenos mais avançados e sem preocupações exclusivas com a defesa. Nós até temos alguém com contrato, que poderia ser bastante útil. Falo de Nuno Coelho, que foi mais uma vez emprestado. Esperemos que em 2012/2013 Javi Garcia não se lesione como em 2011/2012.

Em termos ofensivos poucas equipas na Europa, têm tantas e tão boas opções, permitindo ao Benfica surpreender com várias nuances ofensivas, dependendo dos artistas que estiverem em campo no momento.
Para as alas temos "só" Sálvio, Enzo Perez, Nolito, Gaitán e Ola John, além de Djaló e Hugo Vieira. Estes dois últimos podem também jogar como 2º Avançado no apoio ao Ponta de Lança. Muita qualidade mesmo, pelo que não será por aqui, que não será feita uma boa rotação do plantel. Os nossos alas/extremos são do melhor que existe em Portugal e deverão fazer do Benfica uma máquina ofensiva com muitas soluções para diferentes tipos de defesa. Desde a defesa subida a defesas mais fechadas.
Na linha avançada, partimos com o inevitável Cardozo a titular indiscutível na equipa, com Rodrigo a espreitar de muito perto. Sempre que recorrermos a dois avançados simultaneamente, só por lesão ou castigo não jogarão estes dois. Saviola, Michel e Kardec partem claramente como terceiras opções, embora Kardec me pareça muito mais atrás que os seus dois companheiros.


  • Espectativas da época
Sou sincero. Nada que não seja a dobradinha (Campeonato Nacional mais Taça de Portugal), saber-me-á a pouco. Presidente e treinador devem-no ao Benfica e aos Benfiquistas. Em principio, e se não sair Witsel, o treinador deverá optar mais vezes pela táctica com um avançado só e três jogadores na zona central do miolo, dando mais consistência à equipa. O Benfica conseguiu uma boa performance a jogar desta forma e parece-me a melhor forma de abordar o inicio de época, pois os jogadores disponíveis são praticamente os mesmos. Quanto ao presidente e restante direcção, uma boa medida seria desde já retirar o apoio a quem nunca o mereceu. Mais haverá, mas isso será um tema para outro artigo.
Uma coisa que me irrita profundamente na estratégia adoptada por Jesus, é a descida de Javi Garcia sempre que o Benfica sai em ataque organizado partindo da defesa. O Benfica não precisa de ter 3 homens atrás quando muitas vezes o adversário só tem um avançado solto, mas bastantes médios capazes de aproveitar o espaço gerado pela ausência do mesmo Javi Garcia do meio campo defensivo. O Benfica precisa sim de ter ligação entre sectores, de modo a dificultar a vida ao adversário. Ao colocar o transporte de jogo exclusivamente nas laterais torna-se mais fácil ao adversário fechar os caminhos e ao mesmo tempo organizar o contra golpe. É tudo pelo espaço criado. Curioso é que no primeiro ano de Jesus à frente do Benfica, Javi não fizesse isso. Se Witsel e por vezes Aimar ainda vão tapando alguns buracos no meio, descaindo muitas vezes para terrenos mais recuados, é inegável que jogando estes mais adiantados (por força de terem Javi Garcia nas costas) se tornam muito mais perigosos para a equipa adversária, fruto da sua apuradíssima qualidade técnica.
Se o nosso treinador aprendeu com os erros que já cometeu em 3 anos de Benfica, então temos muito do necessário para ser campeões e dominar internamente. Jesus tem muitas qualidades, mas ao fim de três anos, muitos já só conseguem ver os defeitos. 
Quanto ao nosso maior rival, ninguém se iluda, com a fraqueza do Porto. Vi a Supertaça no passado Sábado e a contratação de Jackson Martinez vai mostrar uma equipa totalmente nova no seu figurino de jogo, especialmente na vertente empolgante. É de facto um belo jogador e será para mim a surpresa deste adversário. Mesmo com Vitor Pereira a treinar, há mais Porto esta época.

O meu maior receio interno é mesmo que o treinador não gira a equipa em função das provas internas (com a megalomania de ganhar a Liga dos Campeões) e que quando chegarmos a Março, tenhamos os jogadores da defesa presos por arames. 
O meu maior desejo é que o Rolo Compressor faça a sua aparição logo de inicio, de modo a galvanizar o Benfica e a desmoralizar os nossos adversários.


Finalmente, deixo em baixo um repto:
O lema desta temporada para o treinador e os jogadores tem de ser "Muito trabalho e pouco falatório!". O Benfica falará dentro das quatro linhas!

9 comentários:

  1. O MEU PALPITE
    É QUE ENTRA O NOLITO
    E SAI O SAVIOLA
    PROVAVELMENTE VENDIDO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,

      Nesta altura ainda existe uma certa indefinição em relação ao plantel, o que me preocupa. Principalmente no departamento das saídas.

      Se Saviola sair do Benfica neste defeso, acredito mais que Jesus inclua na lista europeia o Michel que o Nolito.

      Eliminar
  2. Boas, não conhecia o blog e fiquei agradavelmente surpreendido pelo realismo do artigo com o qual concordo na sua globalidade, embora ache que em alguns aspectos, e espero estar enganado não estamos tão fortes assim, ou melhor dizendo, poderemos não estar. Explicando:
    - na defesa a maior dúvida é a adaptação do Melga LE e quanto tempo vai demorar essa mesma adaptação, quanto ao resto, e esperando que o Luisão se safe de castigo penso já tivemos épocas bem piores e fomos campeões, é óbvio que poderíamos estar melhor mas penso que ao nível de centrais os suplentes que temos embora não espectaculares também não comprometerão.

    - nas alas é inegável que temos muita gente a fazer para fazer o lugar sendo que, para mim, Sálvio e Nolito serão as figuras de cartaz. Enzo Pérez ainda não vi o suficiente para me convencer mas é sempre bom termos um jogador com a sua aparente qualidade. Já o miúdo Olá John tarda em mostrar um pouco do que, por exemplo, mostrou nos jogos contra o Benfica na época passada (vamos ver como se desenvolve). Gaitan, começo a perder a esperança nele quer na sua venda por bom dinheiro, quer na qualidade das suas exibições no SLB, que ele tem qualidade é inegável, mas mostra um "pachorrice" e falta de empenho que já irritam. Hugo Vieira e Djaló, se no primeiro tinha muita esperança pois é um jogador raçudo, até agora não mostrou nada (não sei se por ainda não se ter adaptado) mas conhecendo JJ nem sei se não vai ser dispensado; já o Djaló, para mim não se justifica estar no SLB dispensando outros, ele até demonstra vontade mas é muito trapalhão e parece que nem uma bola consegue receber em condições.
    Na frente Cardozo e Rodrigo, estando em condições deverão deixar poucas hipóteses, embora ache que o Mora devesse ter ficado neste plantel, não compreendo o que terão feito Saviola ou Kardec a mais que justifiquem ficar e ele não. Michel ainda nem o vi, mas pelo que fui lendo tem um belo remate, mas segundo os comentários de outros adeptos também não serve (mas repito não posso dizer nada porque não o vi).
    Jogadores dispensados que não percebi o porquê, o Wass que pelos vistos seria uma alternativa a Maxi e nem sequer quiseram ver se tinha evoluído muito ou pouco... Carole, tem lugar nas seleções jovens de França que é o país que se sabe em termos de seleções e especialmente mais jovens mas nem o quisemos ver também...

    Vamos ver o que nos reserva já este fim de semana com o Braga, embora me pareça que eles não estão tão fortes este ano, pelo menos para já.

    Abraço.
    Paulo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Paulo,

      Obrigado pela sua visão, que é mais céptica do que a minha, mas que não esconde a grande esperança de uma época em cheio.
      Digo-lhe já que sem erros próprios de direcção e treinador, este Benfica é campeão Nacional em Maio de 2013. Com maior ou menor dificuldade temos os melhores jogadores tanto em qualidade como em quantidade. Na verdade contam-se pelos dedos de uma mão os jogadores do campeonato que teriam lugar no plantel do Benfica. (em minha opinião é claro)

      Contra o Braga é para entrar a vencer como sempre foi a nossa obrigação. Algumas vezes (vezes demais nos últimos anos) não temos sido competentes nessa frente. Algum dia teremos de o ser e porque não num jogo grande como este?

      Tem de ser rumo ao 33º que nos fugiu ingloriamente na época passada.
      Cumprimentos Gloriosos

      Eliminar
    2. Danilo,
      ingloriamente e com uma grande mãozinha externa a ajudar e de que maneira o clubezeco lá de cima. Se reconheço que em alguns jogos não estivemos bem, e noutros o treinador meteu água como em Guimarães, em pelo menos 3 fogos descaradamente roubados, mas enfim...

      Eu também tenho esperança que sim, que façamos uma boa época e que ganhemos este campeonato temos é de estar atentos e fazer uma boa gestão do bom plantel que temos, se fizermos como no ano passado chegamos ao último terço do campeonato e vamo-nos outra vez abaixo fisicamente.

      Saudações Benfiquistas,
      Paulo

      Eliminar
    3. Caro Paulo,

      eu diria que na altura decisiva foi 50%/50%.
      Infelizmente os 50% assacados ao próprio Benfica advém de alguns erros que teimam em ser cometidos ciclicamente.

      É esperar que nesta época não se cometam as mesmas infantilidades.

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Caro Anónimo,

      Já disse a vários amigos que este ano temos de ser campeões no Dragão. Dê lá por onde der!

      Eliminar
  4. "Muito trabalho e pouco falatório!". Exactamente! Totalmente de acordo!

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.