origem

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Benfica 3-1 Gil Vicente

As expectativas que tinha para este jogo eram, suspeito, tão altas como as da esmagadora maioria dos adeptos do Sport Lisboa e Benfica. Esperava um Benfica sufocante, com uma grande dinâmica ofensiva, que ganhasse facilmente. No entanto, não foi isso que aconteceu. o Gil Vicente veio mostrar que não seriam favas contadas e vendeu bem cara a derrota, o que é sempre de saudar.

O Benfica adiantou-se no marcador a meio da primeira parte mas ainda antes do 1-0 já o Gil Vicente tinha disposto de uma boa oportunidade, depois de alguma lentidão do Garay, que talvez tenha feito um dos jogos menos conseguidos com a camisola encarnada desde que chegou à Luz. Como não podia deixar de ser, quem assinou o primeiro golo da partida foi Óscar "Tacuara" Cardozo, que fez o seu 12º golo no campeonato em 15 jogos, registo impressionante, e o seu 18º golo em toda a época, em apenas 24 jogos. Muitos pensaram, eu inclusive, que este golo ia desanimar o Gil Vicente e embalar o Benfica para uma vitória tranquila, mas bem pelo contrário, o Gil Vicente conseguiu empatar ainda antes do intervalo, com um bom golo de Rodrigo Galo, perante alguma passividade da defesa do Benfica. E assim foi o jogo para o intervalo, com o Benfica a necessitar de vencer o jogo para segurar a liderança.

Na segunda parte, o Gil Vicente veio vincadamente para segurar o empate, apesar de ter tido uma situação flagrante ainda com 1-1, que Artur defendeu com enorme classe, passou grande parte do tempo com os 11 elementos atrás da linha da bola. O Benfica tinha muita posse de bola mas não conseguia criar grandes oportunidades. Era preciso um lance de génio ou um golpe de raiva para resolver a situação. Jorge Jesus trocou Javi Garcia por Aimar e Gaitán por Bruno César: revelaram-se golpes certeiros. Aos 73 minutos Rodrigo fez o 2-1 para o Benfica num pontapé de raiva forte que teve a felicidade de bater num jogador antes de entrar na baliza, mas o essencial estava feito. 2 minutos depois apenas Aimar a passe de Nolito, que já tinha assistido Cardozo para o primeiro golo, fez o 3-1. E de mal ao menos, o Benfica conquistou os 3 pontos e segurou a liderança. Mas tendo em conta as últimas exibições do Benfica, esta ficou aquém das expectactivas.

A vitória foi presenciada ao vivo por cerca de 43 mil espectadores, uma boa casa para um jogo a um domingo à noite.

Os 3 pontos estão conquistados, já está aí o jogo em Santa Maria da Feira ao virar da esquina. Não será fácil, mas o Benfica tem de jogar sempre para ganhar e não se pode dar ao luxo de perder qualquer ponto antes do clássico na Luz da 21ª jornada.

Benfica, ainda e sempre em 1º!

Tiago S. (Saviolafication)

1 comentário:

  1. Eu bem disse no meu post pre-jogo que o Gil nao era equipa facil.
    Mas na realidade, o Benfica, pos-se um pouco a jeito...
    A calma olimpica do jogo com o Vitoria na semana passada, nao se viu neste jogo, muito por culpa do futebol menos conseguido. Ao contrario do jogo anterior, neste a qualidade atacante nunca foi a suficiente para criar verdadeiro perigo.
    E marcarmos na primeira oportunidade, apenas enfatizou essa tendencia...
    Teremos que jogar mais no sabado pois parece-me que o Feirense tambem nao vai ser favas contadas.

    (escrito num teclado ingles)

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.