origem

sábado, 5 de abril de 2014

E se ganharmos tudo?

Às vezes a realidade não tem explicação. Vai contra tudo o que pensamos e aquilo que julgamos saber.
Todos sabem da minha visão no inicio da época. Bastante critica e desiludida. Não foi só a mágoa do trágico final de época que vivemos todos em Maio de 2013. Foi fruto do acumular de erros e tiros nos pés e na ilusão de milhões de benfiquistas. Quando parecia que íamos regressar ao nosso lugar de líder em Portugal, aconteciam cenas que desafiavam a lógica, e que mostravam que o futebol é muito ingrato.
No inicio desta época segui com verdadeiro horror o que foi sendo feito pelos nossos responsáveis ao nível da gestão do grupo. Vi os meus medos confirmarem-se, quando muito precocemente nos vimos a 5 pontos do Porto e com um pé fora da Liga dos Campeões. Incapazes de ganhar a equipas primo divisionárias em casa, sofrendo golos atrás de golos. Era terrível e eu só pensava que a má gestão feita de inicio nos ia mais uma vez deixar a seco, com o treinador a sair mais tarde ou mais cedo fruto da pressão dos adeptos.
E no entanto o ano do Benfica deu uma volta de 180º com o inacreditável a acontecer mesmo. Não só se recuperou o atraso para os rivais (na Liga dos Campeões já não fomos a tempo) como se tem vindo a garantir uma vantagem (semi) confortável que permite a gestão da equipa. Continuando o Benfica com aspirações reais nas frentes que subsistem. Que são todas! A pergunta que deixo agora no ar, é a do título do artigo. E se ganharmos tudo? Como vão ser os comportamentos de quem dirige? Irão cometer os mesmos erros de anos passados? Irão revolucionar o grupo? Se efectivamente ganharmos tudo internamente (e é um grande se), gostava que para variar se fizessem bem as coisas desde o inicio. Que houvesse a verdadeira exigência que não permitisse festas de 3 meses!!!

Se me tivessem dito que seria este o cenário em principios de Abril, eu apostaria sem hesitar contra este resultado. E perderia em toda a linha, porque não acreditei que fosse possível.

Ás vezes é tão bom estar errado!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.