origem

quarta-feira, 20 de junho de 2012

À rasquinha para a negra!

O Benfica resistiu no fim de semana e levou a decisão do campeonato de Futsal para a negra, a disputar no pavilhão da Luz.
Nos jogos 3 e 4, aconteceu-nos de tudo. A equipa teve muitos altos e baixos e esteve muito tempo apenas a sobreviver às investidas do adversário. O importante é que sobrevivemos e trazemos a decisão para nossa casa. 

O nosso herói desta vez foi Vitor Hugo que na baliza do Benfica defendeu dois penalties na decisão do jogo 4. Jogo 4, esse em que, e não tenho pejo em admiti-lo, a haver um vencedor, deveria ter sido o Sporting. No entanto não foi, e o Benfica deverá ter lotação esgotada no próximo Sábado. Eu certamente irei lá estar.

As minhas notas positivas deste fim de semana vão para o Vitor Hugo, para o Marcão, para o Diego Sol e para o César Paulo, pois em momentos decisivos eles apareceram a fazer a diferença para nós.

Como destaques negativos, tenho de falar inevitavelmente do Ricardinho. Não está a ser feliz, nesta segunda passagem pelo clube. Não se notam os rasgos de magia, o querer, a ambição, enfim, tudo aquilo que o tornou no melhor do mundo. Nota-se isso sim, um jogador acomodado, conformado e até algo triste em campo. Parece-me ser mais uma coisa mental do que fisica.
Tenho também de falar no erro clamoroso do Marcão que decidiu o jogo 3. Mas ele redimiu-se bastante no jogo 4.
Finalmente, tenho a dizer que o treinador Paulo Fernandes, me desiludiu um pouco. A precisar de vencer o jogo 4 para continuar na luta pelo ceptro nacional, o Benfica fez tudo menos isso. Limitá-mo-nos a defender como podíamos e a esperar pela lotaria dos penalties. Correu bem desta vez.

Agora na negra, é dar tudo por tudo para ganhar. Acho que a campanha da equipa esta época merece ser coroada com o titulo (para juntar à Taça de Portugal e à Supertaça). Eu acredito em todos sem excepção. Têm é de estar à altura! 
E o público deverá marcar presença massiva no pavilhão para apoiar esta equipa. Ela merece.

1 comentário:

  1. Concordo no essencial com esta análise. É para mim incompreensível os altos e baixos exibicionais da equipa. Por que razão, pergunto eu, é que na fase regular a equipa joga geralmente bem, goleia, e na fase dos «off» oscila, joga mal, perde? Já na época passada ( 2010-2011) isso aconteceu e com o mesmo treinador: na UEFA CUP, na Taça de Portugal, no Campeonato...falhámos em tudo na hora das decisões. É necessária, depois de terminado o campeonato, fazer uma reflexão na secção de futsal e tomar medidas para o futuro. Não posso compreender que uma equipa e um orçamento muito superiores aos do Sporting apresentem estes resultados. E já não vou aqui falar na formação do Futsal, que é um desastre.

    ResponderEliminar

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.