origem

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

O melhor defeso de Inverno

Aparentemente, algo mudou no ninho da Águia. Em vez de defesos animados, concorridos e com demasiados novos brinquedos, desta vez, optámos por estar contidos, com contratações cirúrgicas e procurando por soluções internas, ao invés de investir o que não temos em "ocasiões de negócio".
Com a mudança de timoneiro, parece-me que mudámos também de estratégia (a tal apregoada aos sete ventos desde há muitos anos a esta parte). Os aparecimentos de Gonçalo Guedes, Nelson Semedo e Renato Sanches (para nomear os mais bem sucedidos), teriam sido impossíveis caso se tivessem investido mais milhões de euros em cromos novos. 

Só fico com pena, que a estratégia anterior (em parte determinada pelo timoneiro de então) nos tenha privado de ver Bernardo, Ivan, Helder, André ou João durante um bom par de anos com o manto sagrado, a espalhar magia por esse Portugal fora. Teria sido bonito.

No final da época, espero que esta mudança se reflicta também nas contas apresentadas, com a relação Activos/Passivos a melhorar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Não serão admitidas faltas de respeito ou insultos nos comentários. Seja aos autores dos artigos, seja entre comentadores.
Pense bem antes de escrever.